Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Lampard anuncia sua aposentadoria da seleção inglesa

Meia de 36 anos quer dar chances aos mais jovens. Ele marcou 29 gols em 106 jogos com a camisa da Inglaterra

Estadão Conteúdo

26 de agosto de 2014 | 11h13

Frank Lampard anunciou oficialmente nesta terça-feira a sua aposentadoria da seleção inglesa. O meia de 36 anos de idade, que defendeu o seu país na Copa do Mundo realizada no Brasil entre junho e julho, resolveu tomar a decisão às vésperas do início das Eliminatórias da Eurocopa de 2016.

Lampard estreou pela Inglaterra em 1999 e marcou 29 gols em 106 partidas pela equipe nacional. "Tomei a decisão de me retirar da seleção. Foi uma decisão muito dura para mim, e é por isso que pensei muito nisso desde a Copa do Mundo", afirmou o craque, que atualmente defende o Manchester City por empréstimo de seis meses, depois de ter sido contratado pelo New York City FC após se despedir do Chelsea, clube em que ele esteve presente por 13 anos.

Lampard foi a segunda grande estrela do futebol inglês a tomar a decisão de se aposentar da seleção do país após ter disputado a Copa do Mundo. A outra foi Steven Gerrard, do Liverpool, que deu adeus de forma amarga ao cair junto com o seu país na primeira fase do Mundial.

"Eu sempre fui extremamente orgulhoso e honrado por representar meu país e tenho de dizer que, olhando para trás, aproveitei cada minuto que tive vestindo a camisa da Inglaterra", ressaltou Lampard, em declarações reproduzidas pela Associação de Futebol da Inglaterra (FA, na sigla em inglês).

O meio-campista destacou que, ao se despedir da seleção inglesa, poderá se dedicar mais à família e também ao seus novos desafios na continuidade da sua carreira agora apenas como jogador de clube. Assim, ele também espera abrir mais espaço aos jovens atletas que estão começando a defender a equipe nacional.

"Agora é a hora de seguir em frente e sinto muita confiança de que, com Roy Hodgson no comando, os jogadores jovens que estão surgindo e com as mudanças que estão sendo feitas no sistema de formação de jovens atletas deste país, nós teremos sucesso no futebol e a equipe que este país merece", ressaltou.

Lampard ainda agradeceu a todos os técnicos e jogadores com os quais trabalhou na seleção inglesa, assim como o apoio da torcida inglesa, "não só em casa, mas particularmente em suas viagens com a seleção em todo o mundo". "Agora estou ansioso para continuar a apoiar a seleção como um torcedor e desejo todo sucesso para a campanha para a próxima Eurocopa de 2016", finalizou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.