Lanterna ABC vira sobre o Figueirense com um a menos

Time potiguar comemorou a sua segunda vitória seguida na competição

AE, Agência Estado

17 de agosto de 2013 | 18h45

NATAL - Em uma virada emocionante, o ABC venceu o Figueirense por 3 a 2, neste sábado, no estádio Frasqueirão, em Natal, comemorando apenas a sua segunda vitória em 16 jogos no Campeonato Brasileiro da Série B. O ABC perdia por 2 a 1, mas virou o jogo quando tinha um jogador a menos, empolgando a torcida. Apesar do triunfo, o time potiguar continua na lanterna da competição, com apenas 11 pontos. O catarinense segue com 23, mais distante do grupo de acesso.

O jogo começou movimentado com o ABC tentando tomar as iniciativas ofensivas. Mas em uma falha da defesa sofreu o gol aos 15 minutos. Tchô lançou Ricardo Bueno em velocidade, que invadiu a grande área, driblou o goleiro Lopes e chutou com a perna esquerda.

Depois disso, o ABC manteve a posse de bola e teve mais volume de jogo, mas não chegou em boas condições para as finalizações. Mesmo assim, empatou aos 48 minutos do primeiro tempo, quando Tony dominou a bola com categoria no lado direito da área. Ele fez o giro para o lado esquerdo e bateu cruzado. Um belo gol.

Mas muitas emoções estavam reservadas para o segundo tempo. O ABC voltou sem o volante Leandro Santos para a entrada do atacante Alvinho, em uma mudança arrojada do técnico Roberto Fernandes. Aos 19 minutos, o time potiguar teve um gol legítimo anulado. Alvinho avançou livre pelo lado direito, foi quase até a linha do fundo e tocou para trás, dando condições para a finalização de Rodrigo Silva. A arbitragem anotou impedimento.

No minuto seguinte, o lateral-direito Thiaguinho cometeu uma falta violenta e foi expulso, deixando o ABC com um jogador a menos. Em seguida, Adilson Batista colocou o Figueirense no ataque, tirando o volante Nem para a entrada do atacante Rafael Costa. Inconformado com a situação, Roberto Fernandes reclamou da arbitragem e foi expulso. O pior aconteceu aos 27 minutos, quando a defesa potiguar parou em linha e Ricardinho entrou em velocidade na área. Depois bateu rasteiro entre as pernas de Lopes: 2 a 1.

Mas o impossível aconteceu. Mesmo com um jogador a mesmo, aos 32 minutos o ABC empatou. Após falta cobrada na frente da área, o passe saiu lento para o chute forte de Rodrigo Santos. A bola quicou e atrapalhou a defesa de Neneca.

Aos 36 minutos, Rodrigo Santos entrou na área driblando e sofreu um leve toque por baixo de André Rocha. Pênalti duvidoso. Na cobrança, Rodrigo Silva bateu forte e no alto, no meio do gol, enquanto que Neneca caía do lado esquerdo. André Rocha foi expulso pela falta e depois o Figueirense ainda perdeu Tinga, que revidou a uma falta sofrida.

Nesta terça-feira, o Figueirense vai abrir a 17.ª rodada diante do ASA, em Arapiraca (AL). Na sexta, o ABC vai sair diante do Avaí, em Florianópolis.

FICHA TÉCNICA

ABC 3 x 2 FIGUEIRENSE

ABC - Lopes; Thiaguinho, Flávio Boaventura, Lino e Alexandre (Guto); Leandro Santos (Alvinho), Edson, Bileu e Tony; Felipe Alves (Rodrigo Santos) e Rodrigo Silva. Técnico: Roberto Fernandes.

FIGUEIRENSE - Neneca; Maylson, Bruno Pires, Gutti e Wellington Saci; André Rocha, Nem (Rafael Costa), Tinga e Tchô (Botti); Ricardinho (Marcelo Toscano) e Ricardo Bueno. Técnico: Adilson Batista.

GOLS - Ricardo Bueno, aos 15, e Tony, aos 48 minutos do primeiro tempo; Ricardinho, aos 27, Rodrigo Santos, aos 32, e Rodrigo Silva (pênalti), aos 37 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Tony, Edson e Bileu (ABC); Nem, Ricardo Bueno, Bruno Pires e Wellington Saci (Figueirense).

CARTÕES VERMELHOS - Thiaguinho (ABC); André Rocha e Tinga (Figueirense).

ÁRBITRO - Claudio Mercante Júnior (PE).

RENDA - R$ 13.121,00.

PÚBLICO - 3.181 pagantes.

LOCAL - Estádio Frasqueirão, em Natal (RN).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie BABCFigueirense

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.