Michaela Rehle/Reuters
Michaela Rehle/Reuters

Lanterna do Alemão e há 15 jogos sem vencer, Nuremberg demite treinador

Michael Köllner deixou o cargo três dias depois da derrota por 2 a 0 para o Hannover

Redação, Estadão Conteúdo

12 de fevereiro de 2019 | 13h26

Na lanterna do Campeonato Alemão e há 15 jogos sem vencer na competição, o Nuremberg confirmou oficialmente nesta terça-feira a demissão do técnico Michael Köllner. Ele deixou o cargo três dias depois da derrota por 2 a 0 para o Hannover, penúltimo colocado, sofrida fora de casa, pela rodada passada do torneio nacional.

O Nuremberg soma apenas 12 pontos em 21 partidas disputadas nesta edição do Alemão, no qual voltará a campo na próxima segunda-feira, contra o líder Borussia Dortmund, atuando como mandante. Neste duelo, a equipe será comandada interinamente por Boris Schommmers e Marek Mintal.

Além do treinador, Andreas Bornemann também deixou oficialmente nesta terça o cargo de diretor esportivo do Nuremberg. De acordo com o clube, o próprio dirigente optou por se demitir do posto que ocupava. Ele defendia a permanência de Köllner à frente da equipe e acabou tomando a decisão de também sair do seu cargo.

"A nossa tarefa agora é encontrar com muito cuidado um diretor esportivo que, no futuro, será responsável pelo setor esportivo e cuja primeira tarefa será encontrar um treinador adequado para o Nuremberg", afirmou Thomas Grethlein, porta-voz do conselho de supervisão do clube, no comunicado oficial divulgado nesta terça.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.