Diego Carvalho/Divulgação
Diego Carvalho/Divulgação

Lanterna do Brasileirão, Chapecoense demite técnico Gilmar Dal Pozzo

Treinador estava no clube desde setembro de 2012 e participou de dois acessos no Brasileirão

Agência Estado

23 de maio de 2014 | 16h13

CHAPECÓ - Atual lanterna do Campeonato Brasileiro, com apenas dois pontos em seis jogos disputados, a Chapecoense anunciou nesta sexta-feira à tarde a demissão do técnico Gilmar Dal Pozzo. O treinador acabou sendo demitido dois dias após a derrota por 1 a 0 para o Criciúma, mas deixou o cargo exaltado pelo presidente do clube, Sandro Pallaoro, pois foi com ele que o time alcançou o maior feito de sua história: o acesso à elite do futebol nacional, obtido em 2013.

Dal Pozzo estava no comando desde setembro de 2012, ano em que ajudou a equipe catarinense a subir da Série C para a Série B do Campeonato Brasileiro. Em sua despedida, o comandante ressaltou, em entrevista coletiva: "Nós somos vencedores. Só tenho a dizer muito obrigado à Chapecoense".

Pallaoro, por sua vez, entregou uma placa de agradecimento ao técnico pelos serviços prestados ao time e exaltou a trajetória do treinador. "Com a compreensão de todos os que já passaram pela Chapecoense, o Gilmar foi maior treinador da história do clube", enfatizou o dirigente.

Após a disputa de apenas seis rodadas, Dal Pozzo é o oitavo técnico a deixar um time nesta edição do Brasileirão. Antes dele, Paulo Autuori, Caio Júnior, Vinicius Eutrópio, Gilson Kleina, Jayme de Almeida, Miguel Portugal e Ney Franco saíram, respectivamente, de Atlético-MG, Criciúma, Figueirense, Palmeiras, Flamengo, Atlético-PR e Vitória no decorrer da competição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.