Lanterna do Italiano, Pescara volta a apostar no checo Zeman como técnico

Treinador foi campeão da Série B na temporada 2011/2012 pelo clube com recorde de gols

Estadao Conteudo

17 Fevereiro 2017 | 11h42

O técnico Zdenek Zeman voltou a ser contratado, nesta sexta-feira, para comandar o Pescara, o último colocado do Campeonato Italiano, cinco anos depois de conduzir o time ao título da segunda divisão nacional com um número recorde de gols. "Eu voltei porque devo algo ao Pescara", disse Zeman. "Eu não quero que este time termine a temporada como a pior equipe da Europa".

Com apenas uma vitória em 24 partidas nesse seu retorno à elite do futebol italiano, o Pescara está 14 pontos atrás da primeira equipe fora da zona de rebaixamento. E faltam 14 rodadas para o término do torneio nacional. O técnico checo, de 69 anos, vai suceder Massimo Oddo, que foi demitido na última terça-feira, após a derrota por 5 a 3 para o Torino.

Na temporada 2011/2012, o Pescara marcou um recorde de 90 gols em 42 jogos na segunda divisão italiana, sob o comando de Zeman e com um elenco que contava com Ciro Immobile, Lorenzo Insigne e Marco Verratti, todos eles com passagens recentes pela seleção italiana.

Conhecido pelo seu estilo ofensivo e pela adoção do esquema tático 4-3-3, Zeman já comandou diversos times na Itália, incluindo Foggia, Lazio, Roma, Napoli, Lecce e Cagliari. Seu mais recente trabalho foi à frente do Lugano, da Suíça.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.