Lanterna e quase rebaixado no Inglês, Aston Villa demite treinador

A queda do Aston Villa para a segunda colocação do Campeonato Inglês parece questão de tempo, mas os dirigentes do clube parecem dispostos a lutar enquanto houver possibilidade matemática para impedi-la. Nesta terça-feira, o time de Birmingham anunciou a demissão de seu treinador, o francês Rémi Garde.

Estadão Conteúdo

29 de março de 2016 | 19h41

O técnico não conseguiu seu objetivo de melhorar a campanha pífia do Aston Villa na atual temporada do Campeonato Inglês. A equipe é a lanterna da competição com somente 16 pontos em 31 partidas disputadas. Já são 12 pontos de diferença para o Norwich, primeiro time fora da zona de rebaixamento, e a permanência na primeira divisão parece depender de um milagre.

O Aston Villa divulgou comunicado nesta terça para informar a demissão de Garde e garantiu que a saída aconteceu por "decisão mútua", apesar de o treinador ainda ter contrato até junho de 2019. "O clube gostaria de deixar registrado seu sincero agradecimento ao Rémi por todo seu esforço durante um período difícil e desejá-lo sucesso no futuro", escreveu.

Rémi Garde tem 49 anos e chegou ao Aston Villa em novembro do ano passado para substituir Tim Sherwood. Durante este período, conquistou somente duas vitórias no Campeonato Inglês. Seu substituto, ao menos interinamente, será o auxiliar Eric Black.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.