Lanterna no Catarinense, Avaí acerta com técnico Gilson Kleina

De volta à primeira divisão do Campeonato Brasileiro, o Avaí corre sério risco de ser rebaixado para a Série B do Catarinense. Por isso, a diretoria do clube de Florianópolis decidiu demitir o técnico Geninho, que comandou a equipe no acesso à Série A nacional. Para o lugar dele, contratou Gilson Kleina.

Estadão Conteúdo

24 Março 2015 | 18h01

O treinador estava à frente do Palmeiras no rebaixamento para a Série B do Brasileirão em 2012, mas no ano seguinte comandou o time paulista rumo ao acesso. Demitido em maio do ano passado, Kleina foi para o Bahia, sendo dispensado antes do fim do Brasileirão - a equipe também foi rebaixada. Desde então, estava sem clube.

Kleina, que já passou por Santa Catarina entre 2003 e 2004, no Criciúma, será apresentado na Ressacada nesta quarta-feira. O Avaí divide com o Guarani de Palhoça a última posição do quadrangular que define os dois times que serão rebaixados no Catarinense. Ao fim do primeiro turno, Avaí e Guarani têm três pontos, contra seis de Marcílio Dias e Atlético de Ibirama.

Este ano, pela primeira vez, Santa Catarina terá quatro representantes na Série A do Campeonato Brasileiro. Figueirense (8), Chapecoense (8) e Joinville (7) disputam o título catarinense no hexagonal. O Criciúma, que caiu para a Série B nacional, é o último da fase final, com apenas dois pontos. À frente dele, estão também Inter de Lages e Metropolitano.

Mais conteúdo sobre:
futebol Avaí Campeonato Catarinense

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.