PIERRE-PHILIPPE MARCOU / AFP
PIERRE-PHILIPPE MARCOU / AFP

Lanterna, Real busca 1ª vitória na Liga dos Campeões; PSG joga para seguir 100%

Equipes entram em campo nesta terça-feira a partir das 16h (de Brasília) pelo Grupo A do torneio

Redação, O Estado de S.Paulo

22 de outubro de 2019 | 10h18

Maior vencedor da história da Liga dos Campeões, com 13 taças europeias, o Real Madrid ficou longe de justificar a sua tradição nas duas primeiras rodadas do Grupo A desta edição 2019/2020 da competição. Após perder por 3 a 0 para o Paris Saint-Germain na estreia, na capital francesa, o time comandado por Zinedine Zidane não conseguiu passar de um empate por 2 a 2 com o Brugge, na Espanha.

Com o desempenho ruim, a equipe madrilenha vai a campo nesta terça-feira, às 16 horas (de Brasília), contra o Galatasaray, em Istambul, para finalmente conquistar o seu primeiro triunfo e consequentemente deixar a lanterna da chave. Os dois rivais estão empatados com um ponto, mas o clube ocupa a terceira posição por possuir um melhor saldo de gols.

Tricampeão do torneio continental como treinador do Real, com os troféus conquistados de forma consecutiva em 2016, 2017 e 2018, e uma vez ganhador do título como jogador, na temporada 2001/2002, quando fez o golaço de voleio que assegurou a vitória por 2 a 1 sobre o Bayer Leverkusen, Zidane tratou de minimizar a pressão que hoje está nas costas dos seus comandados e também na dele antes de encarar o Galatasaray.

O francês exibiu tranquilidade ao projetar o duelo quando foi questionado nesta segunda-feira, em entrevista coletiva no estádio Ali Sami Yen, palco do confronto desta terça, sobre o seu futuro como técnico do Real. "Essa não é uma pergunta para mim. Eu quero estar aqui (no cargo) sempre. É algo que não posso discutir porque cada um pode opinar. Eu gosto também dos momentos complicados porque você tem de tirá-los da sua frente, aguentá-los e enfrentá-los com personalidade. Isso é que o temos de tentar fazer amanhã (nesta terça)", afirmou o comandante.

E a pressão pela conquista de um bom resultado aumentou depois que o Real foi derrotado pelo Mallorca por 1 a 0, no último sábado, fora de casa, e acabou perdendo a liderança do Campeonato Espanhol para o Barcelona, que superou o Eibar por 3 a 0, também como visitante.

Os problemas com lesões também têm atrapalhado o sucesso do Real nesta temporada. Luka Modric, Gareth Bale, Toni Kroos e Lucas Vázquez se recuperam de problemas físicos e, entre estes nomes, apenas o meio-campista alemão deverá ser confirmado na formação titular da equipe em Istambul.

No outro jogo válido pela terceira rodada do Grupo A, o Paris Saint-Germain tenta dar continuidade ao bom momento que vive. Na liderança isolada do Campeonato Francês, o time enfrenta o Brugge, também às 16h (de Brasília) desta terça, na Bélgica, para seguir com 100% de aproveitamento no torneio continental.

Após atropelar o Real Madrid na estreia, o PSG bateu o Galatasaray por 1 a 0, na Turquia, e disparou no topo da chave, com seis pontos, contra apenas dois do vice-líder Brugge. E mais uma vez o time comandado por Thomas Tuchel estará desfalcado de Neymar. O atacante estaria liberado pela primeira vez nesta edição da competição para atuar após cumprir suspensão aplicada pela Uefa, mas o brasileiro será baixa por ter sofrido nova lesão, esta última em amistoso da seleção brasileira contra a Nigéria, em Cingapura, no dia 13 deste mês.

Cavani e Mbappé, outros dois nomes do ataque que se recuperam de lesões, também são problemas para o embate na Bélgica. Nesta segunda-feira, Tuchel admitiu que o uruguaio e o francês ainda não estão prontos para jogar por 90 minutos. Na última sexta-feira, Mbappé entrou em campo apenas no final do duelo em que o PSG goleou o Nice por 4 a 1, fora de casa, pelo Campeonato Francês, mas mesmo assim ajudou a sua equipe com um gol e uma assistência.

OUTROS JOGOS

Outras seis partidas serão disputadas nesta terça-feira pela Liga dos Campeões. Em uma delas, também às 16h (de Brasília), a Juventus de Cristiano Ronaldo recebe o Lokomotiv Moscou, em Turim, no fechamento da terceira rodada do Grupo D. Um pouco antes, às 13h55, o Atlético de Madrid encara o Bayer Leverkusen, na Espanha, na abertura da chave.

O time madrilenho ocupa o topo da chave, com quatro pontos, mesma pontuação da vice-líder Juventus, enquanto o clube alemão é o terceiro colocado, com três, e a equipe russa segura a lanterna, ainda sem pontuar.

Pelo Grupo C, o Manchester City é outro time que, como o PSG, jogará para se manter com 100% de aproveitamento na Liga dos Campeões. Com seis pontos em duas partidas, a equipe comandada por Pep Guardiola receberá a Atalanta na Inglaterra, às 16h (de Brasília). Um pouco antes, às 13h55, o Shakhtar Donetsk, vice-líder, com três pontos, atuará na Ucrânia contra o Dínamo Zagreb, da Croácia, que possui a mesma pontuação e ocupa o terceiro lugar. O clube italiano, ainda sem pontuar, é o lanterna da chave.

Também com seis pontos somados em duas partidas, o Bayern de Munique vai a campo pelo Grupo B nesta terça, às 16h, contra o Olympiacos, na Grécia, para continuar no topo isolado da chave. O time grego é o terceiro colocado, com apenas um ponto, mesma pontuação do lanterna Tottenham, que no mesmo horário terá pela frente o Estrela Vermelha, vice-líder, com três, em Londres.

Para o clube inglês, atual vice-campeão europeu, a conquista de uma vitória será importante não apenas para aumentar as suas chances de classificação às oitavas de final, mas também para se redimir da vexatória goleada por 7 a 2 sofrida diante do Bayern, em casa, no último dia 1º, pela rodada passada da competição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.