Bruno Cantini / Atlético-MG
Bruno Cantini / Atlético-MG

Larghi comemora ganhar tempo para testar novidades no Atlético-MG durante a Copa

Técnico comenta sobre possível saída de Roger Guedes e lesão de presidente atleticano durante comemoração do gol da vitória

Estadão Conteúdo

14 Junho 2018 | 08h34

O técnico Thiago Larghi acredita que a paralisação do Campeonato Brasileiro para a Copa do Mundo vai ser positiva para o Atlético Mineiro, que nesta quarta-feira derrotou o Ceará por 2 a 1, no Independência, em Belo Horizonte. Apesar das três vitórias seguidas no torneio e do segundo lugar na classificação, com 23 pontos, o treinador valoriza o tempo livre que terá para treinar.

+ Apresentado no Atlético-MG, Chará elogia a torcida e prevê adaptação rápida

+ Gallo admite 'proposta grande', mas diz que Róger Guedes pode ficar no Atlético

"Por todas as dificuldades que passamos, a montagem da equipe, colocando um padrão de jogo diferente. Ora a defesa foi bem, ora o ataque foi bem. Eu precisei repetir bastante o time porque não havia tempo para treinar e agora a gente vai ter. Quem sabe a gente possa ter alguma novidade, em termos de sistema e variação. Por todo o estresse que a gente passou, a pausa vai ser benéfica. Os treinamentos podem nos favorecer", analisou o treinador.

Contra o Ceará, os gols da vitória vieram aos 35 minutos do segundo tempo, com Róger Guedes, e aos 46, com Luan. Para o treinador, a torcida teve participação essencial na virada. "Foi uma presença que ajudou muito, até quase quebrou o recorde do estádio. Quando gritaram que o 'Galo é o time da virada', colocaram o time para frente", afirmou o técnico, que viu o adversário abrir o placar aos 32 minutos da segunda etapa.

Um "desfalque" para as próximas semanas, pelo menos na área administrativa, será o presidente do Atlético-MG, Sérgio Sette Câmara, que lesionou o tendão de Aquiles durante a comemoração do gol da vitória. "Isso aconteceu em um momento de extrema felicidade. Estamos sujeitos a esse tipo de coisa, um acidente em um momento de alegria. Merecíamos a vitória pelo jogo que a gente fez, dominamos completamente a partida", comentou.

Sobre Róger Guedes, artilheiro do Brasileirão com nove gols, Larghi torce contra a saída a dele, especulada para acontecer nas próximas semanas. "Espero que fique. Imagino que a diretoria vá fazer todo esforço possível para ele ficar. Ele é muito importante e está demonstrando isso", afirmou.

Com quatro pontos a menos do que o Flamengo, que lidera o Brasileirão após 12 rodadas, o Atlético-MG vai retomar a campanha no torneio no dia 18, contra o Grêmio, na Arena Grêmio, em Porto Alegre.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.