Bruno Cantini / Atlético-MG
Bruno Cantini / Atlético-MG

Larghi diz ter cinco opções para a ponta direita do Atlético-MG

Técnico não confirma a equipe para encarar o Flamengo, mas deve fazer mudanças na formação titular

Estadao Conteudo

21 de setembro de 2018 | 16h02

A escalação do Atlético Mineiro para o duelo com o Flamengo, domingo, no Maracanã, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, é um mistério. Nesta sexta-feira, o técnico Thiago Larghi explicou as razões para fazer vários testes na escalação durante os treinos da semana, especialmente na função de meia-atacante aberto pela direita.

No último domingo, o Atlético-MG não passou de empate por 0 a 0 com o Cruzeiro, no Mineirão, tendo baixa produção ofensiva. Por isso, Larghi avalia a possibilidade de alterar a escalação, especialmente no ataque. O técnico testou o argentino Tomás Andrade no lugar de Luan na maior parte dos treinos da semana. Mas também não descartou utilizar David Terans e Edinho, que entraram durante o segundo tempo do clássico, e até Nathan.

"A estratégia varia. Fiz aquele primeiro treino com o Tomás, mas pode ser o Luan, assim como outros, o David (Terans), o Edinho, que vem treinando bem, e o Nathan, são possibilidades que temos. A gente entende que o grupo está se fortalecendo e tendo cada vez mais opções. Pelo último treino, tivemos duas formações diferentes no meio-campo e as duas com muita qualidade. Então, a gente vê que o time está se fortalecendo e, agora, tem cada vez mais aqueles titulares que a gente falou lá atrás", comentou.

Larghi também reconheceu que o resultado do clássico foi decepcionante e impediu a ascensão da equipe, que não aproveitou a escalação dos reservas pelo Cruzeiro e acabou caindo para o sexto lugar no Brasileirão. Mas exibiu otimismo para o duelo com o Flamengo. E assegurou que os jogadores sabem da importância do confronto com um rival que está próximo na tabela de classificação - o time carioca é o terceiro colocado, com apenas três pontos a mais.

"O grupo está bastante consciente da dificuldade que a partida vai apresentar, mas também do que a gente tem feito no nosso desenvolvimento. Nos últimos oito jogos, são quatro vitórias, três empates e apenas uma derrota, em um jogo onde tínhamos totais condições de vencer, que foi contra o Vitória. O último jogo não foi o que a gente esperava em termos de resultado, mas também não perdemos a partida. A gente se preparou bem, está sendo uma boa semana", disse.

Com Tomas Andrade sendo o favorito para atuar aberto pela direita do setor ofensivo atleticano, o time que vai enfrentar o Flamengo deve ter a seguinte formação: Victor; Emerson, Iago Maidana, Leonardo Silva e Fabio Santos; Adilson, Matheus Galdezani e Cazares; Tomas Andrade, Ricardo Oliveira e Chará.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Atlético MineiroThiago Larghi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.