Bruno Cantini/Atlético
Bruno Cantini/Atlético

Larghi minimiza importância do clássico e esconde escalação do Atlético-MG

'Penso no momento e no jogo', afirmou o treinador, que comanda o time pelo quinto jogo seguido

Estadão Conteúdo

02 Março 2018 | 21h30

O técnico interino Thiago Larghi terá seu principal teste à frente do Atlético Mineiro neste domingo, às 11 horas, no clássico contra o Cruzeiro, no estádio Independência, pela nona rodada do Campeonato Mineiro.

+ Robinho crava favoritismo do Cruzeiro no clássico com o Atlético-MG

+ Róger Guedes pede desculpas por reação após ser substituído no Atlético-MG

Apesar da pressão de comandar o time alvinegro contra o principal rival, o treinador tentou minimizar a importância da partida em seu currículo. "Eu penso no momento e no jogo. De fato ainda quero ajudar o clube e conseguir os três pontos, que a gente precisa para a sequência do campeonato", comentou.

Larghi está quatro jogos à frente do Atlético. Ele perdeu na estreia, contra a Caldense por 2 a 1, quando teve apenas um dia para treinar a equipe. Depois, somou três vitórias (América-MG, Botafogo-PB e Figueirense) e um empate (Tupi).

"Estou gostando. Eu estudei para fazer isso, para chegar aqui e fazer isso. Estou gostando sim, porque é uma coisa que eu quis chegar e é um prazer gerir um grupo, ainda mais com a qualidade que tem. Isso é prazeroso. Tem dificuldade, tem trabalho, mas é uma honra estar aqui", afirmou.

O treinador não deu informações sobre a formação titular no clássico. A tendência é que repita o time que venceu o Figueirense por 1 a 0, na última quarta-feira, no jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil. O Atlético deve entrar em campo com: Victor; Patric, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Adilson, Elias, Róger Guedes, Erik e Otero; Ricardo Oliveira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.