AFP
AFP

Lateral Adriano é acusado de fraude fiscal na Espanha

Caso do brasileiro é semelhante ao de Javier Mascherano

O Estado de S.Paulo

26 de abril de 2016 | 10h24

O lateral brasileiro Adriano, do Barcelona, foi denunciado pela promotoria da cidade catalã por suposta fraude de 700 mil euros (R$ 2,8 milhões) contra a Fazenda espanhola. Segundo texto publicado nesta terça-feira pelo jornal local Sport, o jogador teria utilizado uma empresa de fachada para receber direitos de imagem durante sua transferência do Sevilla para o clube azul-grená, em 2010. 

De acordo com o processo, o brasileiro ainda teria usado a instituição fantasma, registrada na Ilha da Madeira, Portugal, para evitar o pagamento de impostos entre 2011 e 2012. Em outubro do ano passado, Adriano havia sido investigado pelo mesmo delito pela Agência Tributária, que encaminhou o processo à promotoria. 

O caso do lateral é similar ao de Javier Mascherano, companheiro de Barcelona acusado de fraudar 1,5 milhão de euros (R$ 5,99 milhões). Em dezembro de 2015, o defensor argentino chegou a um acordo com a Fazenda espanhola, pelo qual pagou multa de 800 mil euros (R$ 3,194 milhões) e evitou detenção de 12 meses. Xabi Alonso, atualmente no Bayern de Munique, também enfrenta processo semelhante pelo período em que era jogador do Real Madrid. O espanhol é acusado de burlar 3 milhões de euros (R$ 11,98 milhões). 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.