Albert Gea/Reuters
Albert Gea/Reuters

Lateral da Rússia, Mario Fernandes estará na torcida pelo Brasil contra o México

Brasileiro naturalizado russo vem tendo boas atuações na campanha da Rússia no Mundial

Gonçalo Junior, enviado especial / Moscou, O Estado de S.Paulo

01 Julho 2018 | 21h18

O lateral-direito Mario Fernandes, brasileiro naturalizado russo, afirma que vai torcer pela seleção brasileira no confronto diante do México, nesta segunda-feira, pelas oitavas de final da Copa do Mundo. Neste domingo, ele ajudou a Rússia a obter uma classificação histórica às quartas de final após superar a Espanha nos pênaltis. "Depois da Rússia a gente torce, claro, pelo Brasil. É o país que eu nasci e tomara que vença, mas não chegue na final", afirmou o jogador na zona mista do estádio Luzhniki, em Moscou.

+ Por questões físicas, Tite confirma o time com Filipe Luís na lateral

+ Thiago Silva volta a ser o capitão do Brasil no duelo com o México

Mario Fernandes tem uma trajetória bastante peculiar no futebol mundial. Em 2011, ele recusou uma convocação da seleção brasileira na época do técnico Mano Menezes sem grandes explicações. Meses depois, voltou a ser chamado por Dunga, jogou uma partida (amistoso diante do Japão), mas decidiu se naturalizar russo. Virou titular. Hoje é um dos destaques da seleção anfitriã que está classificada à próxima fase.

O lateral-direito afirma que ainda assiste às partidas da seleção brasileira. "Eu olhei o jogo contra a Suíça. O Danilo e o Fagner são grandes jogadores de Tite. A seleção está bem servida de laterais", avaliou.

 

Embora a seleção russa tenha se classificado nos pênaltis, ele afirma que não houve treinamento para as cobranças. "A gente não treinou pênaltis. Depois do jogo, quem estava mais descansado e melhor das pernas que tem condição de bater que bateu e foi feliz. O Akinfeev é um grande goleiro. Convivo com ele há bastante tempo e é um dos melhores goleiros não só da Rússia, mas do mundo", disse o lateral-direito.

A Rússia vai enfrentar a Croácia nas quartas de final da Copa do Mundo. A partida será neste sábado, às 15 horas (de Brasília), em Sochi.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.