Lateral-direito Éder é o primeiro a deixar o São Paulo

A diretoria do São Paulo não esperou o fim do Brasileirão para anunciar dispensas e confirmou, nesta segunda-feira, que o lateral-direito Éder está de saída. Segundo explicou o diretor de futebol João Paulo de Jesus Lopes, foi acertada uma rescisão amigável."Fizemos uma avaliação e vimos que o jogador não seria mais aproveitado. Então achamos por bem liberá-lo antes do fim do empréstimo até para ele acertar sua vida", afirmou o dirigente, que negou que a dispensa tenha sido por motivo disciplinar.Uma informação surgida nesta segunda dava conta de que Éder e mais três jogadores, entre eles o lateral-esquerdo Júnior, teriam se apresentado após o horário determinado pelo técnico Muricy Ramalho para o início da concentração para o jogo contra o Cruzeiro, na sexta à noite.Por esse motivo, o lateral teria sido dispensando e Júnior multado em 10% do salário. "Tem muita fofoca no futebol. Isso não aconteceu", afirmou João Paulo. A história também foi negada pelo jogador, que agora volta ao Noroeste, com quem tem contrato até fevereiro de 2011.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.