Reprodução/Hellas Verona Twitter
Reprodução/Hellas Verona Twitter

Lateral do Hellas Verona está em estado grave devido queda após ser eletrocutado

Andrea Gresele, de apenas 18 anos, caiu de uma altura de quatro metros após ter contato com cabos de alta tensão em cima de um trem

Redação, O Estado de S.Paulo

09 de fevereiro de 2021 | 10h50

Lateral-direito do Hellas Verona, Andrea Gresele batalha pela vida. O jovem jogador, de 18 anos, se encontra em estado grave após sofrer queda de quatro metros no último sábado. O acidente aconteceu após sofrer choque elétrico em uma estação de trem na Itália. Gresele está em estado crítico e sob cuidados intensivos. Ele está sendo tratado em um hospital local, próximo onde aconteceu o acidente, na estação Porta Vescovo, em Verona, nordeste da Itália.

O jogador estava com amigos quando subiu em um dos vagões de trem. Ele encostou em um fio de alta tensão e sofreu forte descarga elétrica, que o fez cair violentamente de cima do trem.

"Estamos ao seu lado, seus entes queridos e aqueles que, como nós, te amamos", escreveu o Hellas Verona em seu Twitter oficial. As lesões mais graves até o momento foram vértebras fraturadas e um edema cerebral. Gresele foi operado nesta segunda-feira e permanece sob constante observação.

Gresele estava dando seus primeiros passos no futebol profissional, tendo tido sua grande oportunidade como titular na atual temporada em jogo da Copa da Itália, contra o Cagliari, em novembro. O Hellas Verona investiga o que de fato aconteceu no acidente com seu atleta.

Rival local do Hellas Verona, o Chievo também mostrou apoio ao jovem jogador. "Vamos, Andrea! Estamos perto de você neste momento tão difícil, vença o seu jogo mais importante!"

O Hellas Verona disputa a primeira divisão do Campeonato Italiano. Atualmente, ocupa a 9ª posição da tabela, com 30 pontos. O líder Milan tem ampla distância, somando 49 pontos. O novo compromisso da equipe de Andrea Gresele é somente na próxima segunda-feira, diante do Parma, em casa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.