Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Lateral do Náutico faz o parto às pressas da própria filha no saguão do prédio onde mora

Sua mulher, Myllena, teve contrações e entrou em trabalho de parto antes de chegar ao carro que a levaria para o hospital

Redação, O Estado de S.Paulo

02 de outubro de 2020 | 12h02

O lateral-direito do Náutico Bryan viveu momento raro e especial em sua vida na quinta-feira. O jogador precisou fazer o parto da própria filha, que ganhou o nome de Cecília. O jogador saía de casa em direção ao hospital, mas sua mulher, Myllena, não resistiu às contrações. Ela entrou em trabalho de parto dentro condomínio em que vivem, na Zona Norte de Recife. Foi um parto às pressas, mas tudo correu bem.  

A bolsa de Myllena estourou de madrugada, mas levou um certo tempo para que o casal corresse para o hospital. Sem dores, a mulher consultou seu médico e preferiu esperar. No entanto, quando as contrações chegaram, elas vieram de uma vez e Cecília poderia nascer a qualquer momento. 

Foi então que ambos pegaram o elevador e seguiram para a portaria. Contudo, as dores eram tão intensas que Myllena não tinha mais forças para andar. Ela se sentou no hall de entrada do condomínio e o casal se preparou para o nascimento iminente da criança. 

Bryan tentou carregar sua mulher no colo e levá-la mais uma vez ao portão de saída do prédio, onde um carro os aguardava. Contudo, o tempo não foi suficiente. Cecília veio ao mundo ali mesmo.

Dois porteiros pararam para ajudar o casal e conseguiram levar Myllena até o veículo. Bryan e sua mulher chegaram ao hospital, mas com Cecília em mãos. Mãe e filha passam bem. "Só gratidão a Deus. Não poderia ser melhor... fiz o parto da minha filha. Obrigado meu Deus", agradeceu o jogador, nas redes sociais. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.