Cesar Greco/Agência Palmeiras
Cesar Greco/Agência Palmeiras

Lateral do Palmeiras critica jogo às 11h: 'Precisam nos ouvir'

Lucas passou mal na partida contra o Flamengo

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

18 de agosto de 2015 | 10h30

O lateral-direito Lucas foi um dos jogadores que mais sofreu com a partida entre Palmeiras e Flamengo ser realizada às 11h de domingo, sob um forte sol. Tanto, que precisou ser substituído para evitar problemas maiores e nesta segunda-feira, ele fez duras críticas ao horário do jogo e contou que outros companheiros, inclusive do time carioca, também passaram mal. O jogador palmeirense pede que as autoridades começem a ouvir os atletas antes de fazer determinadas mudanças no calendário.

"O que senti posso falar com autoridade. Eu pensava que poderia cair em campo. Se fosse só comigo, eu não viria aqui. É algo para as autoridades do futebol consultarem nós, os jogadores, e procurar saber. Não questiono horário, mas a temperatura do gramado, do ambiente. Outros jogadores não saíram por detalhes. Eu tive de sair porque senti tontura muito forte e minha vista estava escurecendo. Então senti que não ia conseguir me manter em pé. Fica um levantamento para as autoridades do futebol fazerem. Eles têm que entenderem que precisam nos ouvir", reclamou o lateral.

Lucas contou que além dele, outros jogadores do Palmeiras e o meia Everton, do Flamengo, também lhe contaram que não se sentiu bem ao longo da partida. "Eu fui o primeiro que saiu do campo. Conversei com o Everton, que é meu amigo, e ele reclamou muito também, que passou mal no intervalo e vomitou. Outros jogadores reclaram. O Dudu e o Prass também disseram que se sentiram mal. As pessoas precisam ter mais responsabilidade em marcar jogos com temperaturas tão altas como essa", completou. 

Os jogos às 11h começaram a ser feitos no Campeonato Paulista e o Palmeiras já disputou cinco partidas neste horário, sendo o clube que mais partidas matinais. "Teria de ser melhor dividido. Outras equipes teriam de experimentar isso, até mesmo para avaliar. Eu joguei cinco, alguns outros clubes não jogaram. Acho válido que todos sintam isso para discutirmos no fim do ano se é bacana ou não esse horário", completou o lateral-direito Lucas.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFutebolBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.