Lateral é vítima de seqüestro-relâmpago

O lateral-direito George Lucas, do Grêmio, foi vítima de um seqüestro-relâmpago na noite de sábado, em Porto Alegre. O jogador foi abordado por dois homens armados quando saia de uma lanchonete McDonald´s às 21h30 dirigindo seu Golf. Os seqüestradores embarcaram no carro e fizeram diversas ameaças, inclusive a de dar um tiro nos joelhos do atleta. Ao final, levaram a camisa, os calçados, o dinheiro e o automóvel de George Lucas. O episódio foi narrado pelo próprio jogador depois do treino desta segunda-feira, no estádio Olímpico. "Eles levaram o que queriam e eu acabei ficando satisfeito por não sofrer agressões físicas", comentou. "Mas vou triplicar meus cuidados", anunciou, admitindo ter passado o fim de semana com medo. George Lucas estava escalado para enfrentar o Santos em São José do Rio Preto, mas foi cortado da equipe pouco antes do embarque porque estava sentindo dores musculares. Ficou em Porto Alegre e viveu um filme de terror. Pelo menos escapou de outro, a goleada que seu time sofreu, por 5 a 1, que confirmou a condição de lanterna do campeonato brasileiro de 2004 para o Grêmio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.