Rafael Ribeiro/Vasco.com.br
Rafael Ribeiro/Vasco.com.br

Lateral-direito Lenon prega postura ofensiva do Vasco contra o Bahia

Equipes se enfrentam nesta segunda-feira, em São Januário, pelo Campeonato Brasileiro

Estadão Conteúdo

22 Setembro 2018 | 21h14

Preocupado com a presença do Vasco na zona de rebaixamento, o lateral-direito Lenon prega uma postura ofensiva da equipe carioca no duelo contra o Bahia, na segunda-feira, em São Januário, pela 26ª rodada do Brasileirão. O Vasco ocupa o 18º lugar da tabela, precisando do triunfo para tentar sair da zona da degola.

"Nossa postura tem que ser bem ofensiva, marcar o adversário em cima, até porque estaremos jogando em casa e precisamos do resultado positivo. Tivemos uma semana inteira para trabalhar e ela foi bastante proveitosa", comentou o jogador. "Agora é colocar em prática tudo aquilo que trabalhamos com a comissão técnica para sairmos de campo com os três pontos."

No treino deste sábado, o técnico Alberto Valentim realizou testes na equipe no trabalho técnico e tático, porém fez mistério. Segundo Lenon, o treinador comandou uma preparação especial para o confronto com o Bahia, rival direto na briga para deixar as últimas posições da tabela - o adversário soma quatro pontos a mais que o Vasco e é o 14º colocado.

"Estamos estudando a equipe do Bahia faz um tempinho. O pessoal da análise de desempenho costuma passar com antecedência a forma de jogar dos adversários. Já sabemos como o time deles joga, mas iremos procurar aproveitar os pontos fracos. É um time que já demonstrou ser bastante perigoso ao longo do ano, então precisamos estar atentos em todos os momentos", disse o lateral.

O jogo desta segunda será especial para Valentim por ser a primeira partida em que o treinador comandará o time cruzmaltino em São Januário. "Concordo com os meus companheiros quando eles falam que vai ser muito importante voltar a jogar em São Januário. Retornar ao Caldeirão é algo fundamental, principalmente porque conhecemos o campo e jogaremos diante da nossa torcida. Nos sentimos mais fortes, bem mais confiantes, quando contamos com o apoio do torcedor", afirmou Lenon.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.