Lazio é punida por comportamento racista de torcedores

Um setor do Estádio Olímpico de Roma estará fechado e sem a presença de torcedores em uma partida da Lazio como mandante por causa de cânticos racistas proferidos por seus torcedores no último domingo, durante a derrota por 4 a 0 para a Juventus, pela Supercopa da Itália.

AE-AP, Agência Estado

19 de agosto de 2013 | 11h41

As autoridades esportivas italianas anunciaram nesta segunda-feira a decisão de fechar o setor conhecido como Curva Norte após torcedores que estavam neste local do Estádio Olímpico "dirigirem gritos e cantos de natureza discriminatória racial a três jogadores da equipe adversária nos minutos 16 e 28 do primeiro tempo e continuamente aos 20 e 43 minutos do segundo tempo".

Os jogadores Paul Pogba, Kwadwo Asamoah e Angelo Ogbonna, todos da Juventus, foram alvos de abusos raciais durante a partida, o que levou a uma advertência ser emitida pelo alto-falante do estádio. O jogo, porém, não chegou a ser paralisado pelo incidente, mas agora a Lazio foi punida pelo comportamento dos seus torcedores.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolLazioracismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.