Claudio Peri/EFE
Claudio Peri/EFE

Lazio vence Novara e avança na Copa da Itália em jogo marcado por cantos racistas

Torcedores do time da casa entoaram palavras contra judeus, africanos e os fãs da arquirrival Roma

Redação, Estadão Conteúdo

12 Janeiro 2019 | 14h45

A Lazio goleou o Novara neste sábado por 4 a 1 no Estádio Olímpico, em Roma, e avançou às quartas de final da Copa da Itália em mais um jogo marcado por cantos racistas e antissemitas de seus torcedores. Dentro de campo, Luis Alberto, Immobile, duas vezes, e Milinkovic-Savic anotaram os gols do triunfo.

Neste sábado, o coro carregado de preconceito foi ouvido das arquibancadas no começo da partida. "Judeu giallorosso (em referência à torcida da Roma, arquirrival da Lazio)" e "essa Roma parece a África" foram alguns dos cantos entoados pelos torcedores da Lazio.

A partida marcou da pior maneira o reinício do calendário do futebol italiano, que ficou paralisado por duas semanas. Os episódios de racismo são recorrentes na Itália e geralmente não são punidos com rigor.

Em confronto do Campeonato Italiano em dezembro do ano passado, o zagueiro franco-senegalês Kalidou Koulibaly, do Napoli, foi alvo de ataques racistas de alguns torcedores da Inter de Milão, que imitaram sons de macaco na arquibancada e insultaram o jogador. Como punição, a Inter foi suspensa e enfrentará o Benevento neste domingo com portões fechados em duelo também da Copa da Itália.

Ligado à extrema-direita, o ministro italiano do Interior e homem forte do governo, Matteo Salvini, chegou a declarar que não concorda em pausar os jogos em caso de gritos racistas. O Napoli, porém, já anunciou que pode deixar o gramado se houver novo episódio de racismo contra algum jogador da equipe.

 

Mais conteúdo sobre:
futebolLazioracismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.