LDU derrota São Paulo por 3 a 0

O futebol é ingrato. Depois de ganhar oito jogos em nove disputados, o São Paulo somou sua primeira derrota do ano. E quem diria, já fica em situação delicada na Taça Libertadores. Ao ser batido pela LDU, nesta quinta-feira à noite, na altitude de 2.850 metros de Quito, por 3 a 0, o time permaneceu na segunda colocação do Grupo 4, com seis pontos, contra nove do rival. Mas os equatorianos agora somam oito gols de saldo contra zero do time paulista. Na próxima quarta-feira, os times voltam a se enfrentar e o São Paulo será obrigado a, além de vencer, golear. O assunto desta sexta-feira nas rodas de são-paulinos com certeza será a partida desta quinta. Muitos irão reclamar da defesa. Afinal, os gols de Paredes e Giovanni Espinoza no primeiro tempo foram de cabeça, antigo tormento da equipe que nesta quinta voltou a assustar. Porém, até os 38 minutos, quando a LDU abriu o marcador, os zagueiros faziam grande apresentação. Os lances de perigo haviam sido em dois chutes de longa distância. Já no segundo tempo, foi pura emoção, errando tempo de bola e até entregando gols para os rivais, que erraram na finalização. Outros vão lamentar a falta de pontaria do ataque. Luís Fabiano, com certeza, vai ser muito lembrado. Perdeu um gol que não costuma aos 19 minutos. Recebeu de Cicinho, livrou-se do zagueiro e do goleiro e chutou para fora. E ainda recebeu o primeiro cartão amarelo do ano, ao cavar um pênalti. Grafite será o mais xingado. Sem goleiro, concluiu jogada de Gustavo Nery para fora. Para piorar, viu, no contra-ataque, o rival abrir o marcador. O São Paulo ainda acertou bola na trave, com Cicinho, antes de sofrer o segundo gol. E a história repetiu-se no segundo tempo. O LDU insistia nos cruzamentos para a área. E o São Paulo em perder as poucas chances de gol criadas. Para piorar, ainda sofreu o terceiro gol. Sallas, que acabara de entrar, cruzou para Urrutia definir a vitória.

Agencia Estado,

04 de março de 2004 | 23h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.