LDU ironiza críticas dos são-paulinos

Os jogadores e a comissão técnica da Liga Deportiva Universitária (LDU) afirmaram não ter entendido as reclamações feitas pelo técnico Cuca e parte do elenco são-paulino, que se disseram desrespeitados por torcedores e repórteres em Quito. De acordo com o técnico Jorge Fossati, a comemoração dos equatorianos após a vitória por 3 a 0 foi ?absolutamente normal? e, em nenhum momento, passou dos limites. ?Nós somos a LDU, não o Real Madrid, e vencemos um time de tradição como o São Paulo. Se não festejarmos quando ganhamos do São Paulo, vamos festejar quando?? Principal atleta da equipe e maior ídolo da história do futebol equatoriano, o meia Alex Aguinaga garantiu que a LDU não quis pôr o São Paulo na roda no jogo de Quito, mas apenas tocar a bola para fazer o tempo passar e evitar que os brasileiros atacassem. Aguinaga, que tem 35 anos, declarou que pretende pendurar as chuteiras no fim do ano, embora ainda não tenha tomado a decisão de forma definitva. O jogador, que participou da campanha do Equador na Copa do Mundo de 2002 ? a equipe venceu um jogo, mas foi eliminada na primeira fase ?, comentou que gostaria de seguir a carreira de dirigente a partir do ano que vem. E comentou ter simpatia pelo Brasil. ?Quase joguei no Brasil, houve possibilidades, mas as negociações nunca deram certo?. Aguinaga, bastante atencioso com a imprensa brasileira, acredita que a torcida são-paulina fará grande pressão nesta quarta-feira. A LDU, que treinou, nesta terça-feira, no CT do São Paulo, terá uma alteração em relação ao jogo da semana passada: Salas, o queridinho da torcida, entra no lugar de Paredes. O objetivo de Fossati é aproveitar sua velocidade para explorar os contra-ataques. A primeira rodada do returno do Grupo 4 terá, ainda, o confronto entre Cobreloa (0 ponto) e Alianza (3 pontos), no Chile.

Agencia Estado,

09 de março de 2004 | 20h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.