Rafael Ribeiro/Vasco.com.br
Rafael Ribeiro/Vasco.com.br

Leandro Castan diz que Vasco tem de pensar jogo a jogo para reagir no Brasileirão

Zagueiro é espirituoso ao pedir que equipe entenda a própria situação: 'Não sei nem se vou estar vivo amanhã'

Estadão Conteúdo

16 Agosto 2018 | 14h02

Contratado recentemente pelo Vasco, o zagueiro Leandro Castan já fez a sua estreia contra o Palmeiras - foi na  derrota por 1 a 0, no último domingo - e quer usar a sua experiência para ajudar a equipe a se recuperar no Campeonato Brasileiro, a começar nesta segunda-feira contra o Ceará, no estádio de São Januário, no Rio de Janeiro, pela 19.ª rodada. O time cruzmaltino vem de dois resultados negativos seguidos e está muito perto da zona de rebaixamento.

"O objetivo é ganhar segunda-feira. Não podemos pensar em como vamos estar daqui há três meses. A vida é assim. Não sei nem se vou estar vivo amanhã, então não vou pensar em como vamos estar no final do campeonato. Temos que ganhar segunda em São Januário e depois pensar no próximo jogo", disse Leandro Castan, que foi contratado junto à Roma.

Com pouco tempo de casa, o zagueiro vai se adaptando ao novo clube. Segundo o jogador, o ambiente no grupo é muito bom e a qualidade do elenco fará com que o time volte a ter bons resultados no segundo turno do Brasileirão. "O grupo está fechado. O ambiente para trabalhar aqui é muito bom. Temos um grupo bom, de muita qualidade. Estamos num momento difícil, sabemos que perde-se um pouco da confiança pra jogar, mas acredito muito nos meus companheiros. Estamos tentando levantar a autoestima pra cima, saber que depende só de nós e que temos tudo para fazer um grande campeonato nesse segundo turno".

Antes de chegar ao Vasco e sem jogar pela Roma, Leandro Castan estava de férias desde abril e espera que a sequência de jogos faça com que recupere seu bom futebol. "Acho que tenho muita coisa pra mostrar ainda. Primeiro porque todo mundo sabe da minha qualidade. Depois de tudo que passei, sei que posso jogar em alto nível e meu objetivo é voltar a ser aquele cara que ganhou a Libertadores (pelo Corinthians, em 2012) e até melhor porque estou mais experiente. O que tento passar para os meus companheiros é de que eles podem arriscar um lance lá na frente, porque vou estar lá atrás para defender. É isso que eu tento passar para eles", completou.

Nesta quinta-feira, o Vasco realizou mais um treinamento no CT das Vargens, na zona oeste do Rio de Janeiro. Sob o comando do interino Valdir Bigode, o zagueiro Luiz Gustavo voltou a trabalhar em campo com os companheiros e o também defensor Breno segue em processo de transição e continua como dúvida para o jogo contra o Ceará.

A atividade desta sexta-feira deverá determinar a presença de Breno na partida. A tendência é a de que o zagueiro seja preservado, com a dupla de zaga titular sendo composta por Leandro Castan e Ricardo Graça. Luiz Gustavo, com a provável estreia de Lenon na lateral direita, deve ficar como opção no banco de reservas.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.