Leandro Damião desencanta e Santos volta a vencer no Paulistão

Atacante marca seu 1.º gol pelo Alvinegro na vitória apertada diante do Atlético Sorocaba

Mateus Silva Alves, O Estado de S. Paulo

20 de fevereiro de 2014 | 21h33

SÃO PAULO - Leandro Damião conseguiu finalmente fazer o seu primeiro gol pelo Santos, mas quem salvou o time de um vexame na Vila Belmiro foi Cícero. Com um gol aos 45 minutos do segundo tempo, o meia deu ao Peixe a vitória por 2 a 1 sobre o Atlético Sorocaba, uma das piores equipes do Paulistão.

 

As duas oportunidades de gol criadas - e desperdiçadas - pelo Santos nos primeiros quatro minutos do jogo fizeram parte de um começo muito promissor do time alvinegro, que acelerava o andamento da partida e deixava a defesa visitante asfixiada. Só que durou muito pouco o gás santista. Logo a equipe se afundou em um marasmo do qual não conseguiu se livrar até o fim do primeiro tempo.

 

Faltava velocidade ao Santos, mas não só isso. A turma de Oswaldo de Oliveira jogava com muito espaço entre as linhas, pecado mortal no futebol atual. A defesa estava distante do meio de campo, que por sua vez ficava a léguas dos atacantes. A consequência: os zagueiros davam chutões em direção à área do Sorocaba, na esperança de que Leandro Damião fizesse algum milagre. E ele não fez. A única opção do Santos na primeira etapa foi levantar a bola para a área adversária.

 

Pior do que isso, o time da Vila dava cada vez mais espaço para os contra-ataques do Sorocaba, que teria feito algum estrago caso tivesse atacantes um pouco melhores. O ex-corintiano Ewerton, ainda um jogador veloz, teria sido muito útil nessas circunstâncias, mas ele estava sentado no banco de reservas.

 

Gabriel, o novo queridinho da torcida, entrou em ação no segundo tempo e o Santos abriu o placar logo com um minuto, embora uma coisa não tenha a ver com a outra. Assim como no início do jogo, o time pisou no acelerador e fez o gol logo na primeira tentativa. Geuvânio tentou emendar de primeira um cruzamento de Cicinho e pegou muito mal na bola, mas a sorte ajudou o Santos. E Leandro Damião. Ele cabeceou sem marcação e balançou a rede.

 

Empolgado com o gol, o time da casa continuou atacando e teve um par de chances para fazer o segundo e decidir o jogo. Mas havia um porém: o Santos esqueceu de se defender. Escancarado, convidou o Sorocaba ao ataque e foi castigado com um gol de Danilo Alves.

 

Nos 20 minutos finais, o Santos se desesperou na busca pela vitória, abriu-se ainda mais e por muito pouco não levou a virada. O lateral Ivan, por exemplo, chegou a driblar Aranha e ter o gol aberto, mas chutou para fora. O tropeço parecia inevitável até que um cruzamento de Thiago Ribeiro encontrou a cabeça de Cícero e, assim, o Santos salvou-se de um resultado que seria embaraçoso .

 

FICHA TÉCNICA:

SANTOS 2 x 1 ATLÉTICO SOROCABA

SANTOS - Aranha; Cicinho, Jubal, Neto e Mena; Arouca, Cícero, Geuvânio (Rildo) e Leandrinho (Gabriel); Thiago Ribeiro e Leandro Damião (Stéfano Yuri). Técnico: Oswaldo de Oliveira.

ATLÉTICO SOROCABA - Deola; Danilo Santos, Tiago e João Paulo; Ivan, Fernando, Douglas Packer (Boquita), Marcinho (Anderson Bartola) e Matheus; Michel e Danilo Alves (Éwerton). Técnico: Roberto Cavalo.

GOLS - Leandro Damião, a 1, Danilo Alves, aos 25, e Cícero, aos 45 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Thiago Ribeiro, Jubal, Rildo e Danilo Alves.

ÁRBITRO - Leandro Bizzio Marinho.

RENDA - R$ 124.053,00.

PÚBLICO - 4.553 pagantes.

LOCAL - Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP).L

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.