Leandro Damião quer comemoração especial no Mundial

O atacante Leandro Damião é uma das principais esperanças de gol do Internacional no Mundial de Clubes. Um dos xodós da torcida, ele revelou que fará uma comemoração especial, com um "bigode" de esparadrapo, para homenagear seu pai, que usa um vasto bigode, caso deixe a sua marca na competição que acontece em Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos.

AE, Agência Estado

08 de dezembro de 2010 | 15h42

"Meu pai não vai poder nos acompanhar em Abu Dabi, mas o bigode vai comigo na mala e, se tiver oportunidade de jogar e marcar, espero homenageá-lo. Vou colocar perto do notebook, que é onde costumo matar um pouco da saudade de casa com fotos e onde revejo meus gols", declarou o jogador, que embarcou nesta quarta-feira, com o restante do grupo do Inter, para os Emirados Árabes Unidos.

A equipe brasileira estreia na próxima terça-feira no Mundial, diante do vencedor do jogo entre Mazembe, do Congo, e Pachuca, do México. Apesar da pouca tradição desses times, Leandro Damião afirmou que o Inter os estudou a fundo para não ser surpreendido. "Assistimos aos vídeos do Mazembe e do Pachuca e já sabemos como gostam de jogar", afirmou o atacante.

Ainda de acordo com o atacante, a comissão técnica do Inter também se preocupou em passar aos jogadores os costumes locais, para que eles se habituassem à cultura dos Emirados Árabes Unidos. "Também fomos orientados com relação ao que não deve se fazer fora de campo, devido a grande diferença cultural dos povos árabes. Gosto de tirar fotos dos lugares que visito, mas fui alertado para ter cuidado com o que for fotografar para que um ato inocente não seja considerado falta de respeito", concluiu Leandro Damião.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.