Ivan Storti/Divulgação
Ivan Storti/Divulgação

Leandro Damião revela alívio após espera para estrear no Santos

Atacante estava aguardando apenas a publicação do seu nome no Boletim Informativo Diário

Sanches Filho, O Estado de S. Paulo

05 de fevereiro de 2014 | 12h52

SANTOS - Contratado sob grande expectativa, o atacante Leandro Damião revelou estar aliviado pela possibilidade de enfim estrear pelo Santos, após ficar de fora das cinco rodadas iniciais do Campeonato Paulista, aguardando apenas a publicação do seu nome no Boletim Informativo Diário (BID) para ter condições legais de enfrentar o Linense, quinta-feira, fora de casa.

"Acho que eu estava com bastante vontade de jogar. Acho que dá um alívio de poder jogar, fazer o que gosto e poder estrear, vestir a camiseta. É o mais importante", afirmou Leandro Damião, que ficou fora das últimas partidas porque a segunda das quatro parcelas da sua contratação não havia sido paga ao Internacional.

Assim, o atacante lamentou o longo período de inatividade, mas também destacou como um aspecto positivo: a pré-temporada mais longa que realizou em comparação com os outros jogadores. "O prejuízo é ficar fora das partidas. Tenho objetivo muito grande na carreira, quero estar jogando. O que dá para tirar de positivo (do período só treinando) é que fiz pré-temporada completa, de um mês", disse.

No Santos, Leandro Damião tenta reviver os seus melhores momentos para voltar a defender a seleção brasileira e ser chamado para a Copa do Mundo. O atacante reconheceu que a concorrência é grande e que ele precisará mostrar seu valor rapidamente, afinal, o jogo com o Linense será o único do Santos até a convocação para o amistoso com a África do Sul, o último da seleção antes da convocação para o Mundial.

"Meu sonho é disputar a Copa, mas o Fred é um grande centroavante. É sonho de qualquer jogador, mas respeito o Felipão. O Brasil está bem servido, tem o Jô, o Pato pode voltar. Meu sonho é disputar a Copa, mas quem decide é o Felipão", afirmou o atacante santista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.