Bruno Cantini/Divulgação
Bruno Cantini/Divulgação

Leandro Donizete vê Atlético diferente com Levir Culpi e crê em vitórias

Chegada do técnico alterou esquema tático da equipe e fez volante marcar mais adiantado

AE, Agência Estado

15 de maio de 2014 | 16h29

BELO HORIZONTE - O volante Leandro Donizete explicou que a chegada do técnico Levir Culpi alterou o posicionamento do Atlético Mineiro em campo, mas aprovou o estilo diferente adotado pelo treinador, que o obriga a marcar mais adiantado. Para ele, o time teve dificuldades no início com essa nova estratégia, mas agora já se adaptou e está em crescimento.

"Mudou um pouco para mim e para o Pierre porque a gente sempre marcava mais atrás e ele gosta que a gente adiante a marcação, lá em cima mesmo, nos volantes deles. No começo dos jogos, ainda estávamos meio perdidos, mas, agora, todo mundo está adiantando, não só a gente como a zaga, está ficando próximo, está ficando legal. Então, a cada jogo, a gente vai crescer mais", comentou.

Para Leandro Donizete, essa evolução foi vista no clássico com o Cruzeiro, no último domingo, quando o time conquistou a sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro. Agora, com menos pressão, o volante avaliou que o momento é ideal para o time embalar na competição.

"Fiz um grande jogo domingo, não só eu como a equipe toda. Deu para dar um passe de qualidade, correr, marcar certinho, então, estou muito feliz com minha atuação. A vitória no clássico deu moral, a semana foi outra, todo mundo alegre, e tenho certeza que vamos ter uma sequência grande de vitórias agora", disse o meio-campista.

Assim, Leandro Donizete destacou a chance que o time tem de conquistar um bom resultado diante do Santos no próximo domingo, se aproveitando da condição de campo neutro da Arena Pantanal. O volante espera que o time some ao menos quatro pontos nas partidas com Santos e Vitória, na próxima quinta-feira, em Feira de Santana.

"O Santos vive um momento bom, tem uma molecada rápida, mas a gente está crescendo a cada jogo, é um campo neutro e vamos lá buscar a vitória. O Santos tem um time de qualidade, mas nossa equipe também está bem. É um campo grande, vai ter muito espaço e vamos buscar o resultado. Temos dois jogos difíceis fora de casa e vamos, no mínimo, buscar uma vitória e um empate", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.