Leandro é apresentado pelo Santos

Finalmente, o Santos apresentou hoje o centroavante Leandro Machado, que há suas semanas vem treinando com o grupo, enquanto aguardava a chegada da documentação da Federação Mexicana. Os torcedores, porém, terão de esperar um pouco mais para vê-lo jogar, pois ele não está inscrito na Libertadores, o que deverá ocorrer para a próxima fase da competição. Antes disso, porém, o jogador terá chances de atuar no Brasileiro, com a estréia do Santos marcada para o dia 21. Hoje, Leandro Machado comentou que estava bem preparado fisicamente, "mas falta ainda um pouco de trabalho com bola". Isso, porém, não o preocupa: "essa parte técnica vou pegando com os treinos e com os jogos". Mesmo sem ter jogado ainda, já conhece bem o grupo: "a desclassificação abalou um pouco, mas o grupo é vencedor, quer sempre a vitória, e tem ainda o mérito de ser jovem, alegre e todos se dão bem". Por conta desse ambiente que encontrou no CT Rei Pelé, ele acha que a adaptação ao novo clube foi facilitada. "Todos me trataram muito bem na minha chegada e isso foi importante para que eu me adaptasse rapidamente". Com a chegada do Brasileiro, ele vem treinando mais com bola e procura a cada treino aprimorar para conseguir a camisa de titular do Santos. Desde o início do ano só treina fisicamente, o que vai obrigá-lo a acelerar o processo de readaptação. Mesmo assim, não vê a hora de poder jogar ao lado de Robinho, Diego e companhia. "Quando se chega a um clube que mantém a mesma base há um bom tempo, encontra um pouco mais de facilidade para se adaptar, jogar e mostrar o futebol, mas creio que não vai ser fácil e terei de trabalhar como se fosse difícil para ter um bom êxito". Ele tem acompanhado os jogos do Santos, vê as chances de gol criadas e quer logo entrar nesse time: "são jogadores novos, de muita qualidade, e quando chegar a hora de jogar, vou estar muito atento e concentrado para concluir bem as jogadas, pois meu principal objetivo é fazer aqui o que sei fazer, que são os gols". Leandro começou no Inter de Porto Alegre e saiu para o Valência, onde jogou meia temporada e foi o artilheiro do time. Essa boa fase o levou para O Sporting e, do clube português, retornou ao Brasil para jogar pelo Flamengo. Depois, tentou a Rússia, mas sua família não se adaptou ao frio de Moscou, e teve uma passagem frustrada pelo México, de onde está retornando. "Quando saí do Flamengo, me precipitei ao ir lá para fora e acho que agora fiz a melhor escolha, que é o Santos, um time vencedor que só pensa em conquistar títulos. Ele ficará por três meses na Vila Belmiro e, se aprovado, permanecerá pelo menos até o final do ano. "Esta é uma grande oportunidade de voltar ao futebol brasileiro, voltar a ser conhecido por aqui e, por isso, quero vencer e ajudar o clube a conquistar os títulos que disputa".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.