Leão ainda quer centroavante e goleiro

Os jogadores santistas voltaram hoje às atividades, depois de um curto período de férias e o que se viu no CT Rei Pelé foi um grupo bem diferente de atletas. Fábio Costa, Fabiano e Reginaldo Araújo, do grupo principal, e muitos reservas não estão mais no clube, enquanto cinco das estrelas maiores estão servindo a seleção sub-23. Com isso, o destaque ficou com os seis atletas recentemente contratados. Mas o técnico Leão avisou que ainda não está satisfeito com o grupo e quer um centroavante e outro goleiro. Hoje à tarde, o lateral-esquerdo Léo concluiu as negociações de seu novo contrato e permanecerá por mais um ano na Vila Belmiro. Pela manhã, havia ainda uma pendência quanto ao prazo e o jogador não estava aceitando que o clube fixasse uma indenização para liberá-lo antes do término do prazo. Esse ponto foi acertado à tarde, com a definição do valor que o clube receberá, e o compromisso foi assinado. Já Renato deverá renovar nesta terça-feira. Durante a apresentação, Wellington e Douglas foram chamados para uma longa conversa na diretoria. O motivo: durante as férias, eles foram para a Grécia e chegaram a fazer testes num clube grego sem avisar os dirigentes. Os dois devem deixar a Vila Belmiro e Wellington deverá ser envolvido na negociação de Claiton, que está em Porto Alegre negociando os detalhes de sua saída e poderá ser apresentado nas próximas horas. Centroavante - A busca de um homem para fazer os gols da equipe não é nova e o Santos já tentou pelo menos oito jogadores para resolver esse que é o maior problema da equipe: Kléber, Magno Alves, Araújo, Magrão, Grafite, Dimba, França, Luizão, Cristian, Reinado e outros. "Aqueles centroavantes que buscávamos a Arábia, a Coréia e o Japão nos roubaram ou a condição financeira nos roubou", reclamou o treinador, que defende a tese de que o clube deve investir num jovem centroavante para resolver o problema atual e conseguir um bom lucro no futuro. Leão lembrou que o clube contratou seis jogadores e não precisou fazer investimento, pois vários deixaram a Vila Belmiro. Estão nessa lista Fábio Costa, Fabiano, Reginaldo Araújo, Rubens Cardoso, William, Douglas, Wellington, Alexandre, Júlio César, Neném e outros. "Se comparar a quantidade dos jogadores que saiu e a que chegou vai ver que não gastamos nada do clube; nós procuramos ajudar a diretoria a não gastar, mas quando se torna necessário, o presidente vai colocar recursos e acho que está na hora". Leão descartou a contratação de Aristizábal, por ser um meia-direita. "É um jogador caro e, se fosse um centroavante, aí sim faríamos um sacrifício", comentou o treinador, depois de elogiar muito o atleta que trabalhou com ele em sua outra passagem pela Vila Belmiro. O técnico santista evitou comentar também o nome do goleiro pretendido, mas as maiores chances recaem sobre Doni e Danrlei. "Com a saída do Fábio Costa, vamos procurá-lo substituir à altura, independente dos dois bons goleiros que já temos". Segundo Leão, o clube estuda vários nomes e tem certeza de que o escolhido agradará a torcida. Pré-temporada - O Santos dividiu sua pré-temporada em duas partes. A primeira delas será realizada esta semana em Santos mesmo, quando os jogadores passarão por avaliação física, farão exames médicos e treinarão fisicamente. As atividades serão em dois períodos, todos almoçarão na Vila Belmiro e só serão liberados nos finais de tarde. No domingo à noite o grupo segue para Jarinu, onde fica até a véspera da estréia no Paulista, dia 21 contra o Oeste, em Itápolis. Lá, o grupo treinará com bola e Leão montará a equipe em termos técnicos e táticos. "Esperamos ter um pelo menos o time definido para essa partida", comentou o técnico.

Agencia Estado,

05 de janeiro de 2004 | 18h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.