Leão: aliviado pelo sucesso das mudanças no Corinthians

O técnico Emerson Leão mudou radicalmente o time do Corinthians do jogo com o São Caetano, no meio da semana, para a partida deste domingo, contra o Guaratinguetá, porque não tinha outra alternativa. Com Betão, Marcelo Mattos e Roger suspensos, Christian e Fagner abandonando o clube e com medo de queimar atletas que vinham sendo criticados pela torcida, como o lateral-esquerdo Wellington e o meia Jaílson, teve de alterar profundamente a equipe. Precavido, o treinador optou por utilizar o esquema com três zagueiros, em busca de uma segurança maior para o setor defensivo. No ataque, acreditou que Wilson e o boliviano Arce, que até então haviam jogado poucos minutos juntos, poderiam fazer os gols que o time iriam precisar. Deu certo. Apesar de passar por algum sufoco, o Corinthians venceu por 3 a 2.Leão, é claro, ficou satisfeito e muito feliz com o resultado, que devolve um pouco de paz ao Parque São Jorge, depois de uma semana bastante tumultuada. ?Perdemos jogadores importantes, como o Christian. Então, optamos por atletas velozes na frente e deu certo. Essa é a tônica do futebol atual?, filosofou Leão.Isso não quer dizer que ele vai manter a equipe. Na quinta-feira, contra o Rio Claro, no Pacaembu, poderá contar com Marcelo Mattos, Betão e Roger, que não atuaram ontem porque estavam suspensos. E Leão sabe que no futebol experiência é um item importante, ainda mais atualmente, quando o nível dos times estão bem igual.O treinador espera que, com a volta de seus titulares, o time não volte a mostrar a inconstância da partida de ontem. A instabilidade, aliás, quase custou ao Corinthians os três pontos.Leão não admite, mas mais do que no jogo com o Rio Claro ele já começa a pensar na partida de domingo, o clássico contra o São Paulo. Nesse jogo, ele poderá ter o retorno de Nilmar, que depois de recuperar-se de contusão e se ver livre dos problemas que impediram sua volta ao time nas últimas semanas, se diz pronto para jogar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.