Leão culpa ataque santista pela derrota

O técnico Emerson Leão, do Santos, atribuiu a derrota por 1 a 0 para o Inter, neste sábado à tarde, no Beira-Rio, mais aos erros de conclusão de seus atacantes do que propriamente méritos do Inter. "Se fosse só um jogador que tivesse errados vários gols, a gente poderia admitir, mas foram vários jogadores que estiveram em condições de abrir o placar, mas não conseguiram. Isto significa dizer, que a nossa produção principalmente na segunda etapa foi muito boa, mas como não conseguimos marcar os gols após criar várias chances, o Inter foi lá e fez. Então nós temos que aplaudir o Inter que soube marcar o gol que nós não conseguimos marcar.? Sobre as alterações que fez na equipe no segundo tempo, Leão atribuiu a saída do meia Diego, ao fato de o jogador já estar com um cartão amarelo e sendo hostilizado pela torcida durante toda a segunda etapa. "Com isso, nós conseguimos controlar as manobras do meio-campo do Inter, principalmente porque eu recuei o Fabiano para marcar o Claiton e liberar outros atacantes como Val Baiano e Robinho, que realmente perderam ótimas chances de marcar." O jogador Diego após a partida explicou que a sua atitude de jogar a camisa que ele havia trocado com Claiton no intervalo, não foi proposital. "Eu jamais faria isso com a camisa de um clube campeão como o Inter. Houve um exagero em dizer que eu joguei a camisa no chão e que falei que eu disse quem quiser que fique com essa porcaria. Não foi nada disso que aconteceu." O atacante Fabiano atribuiu a derrota para o Inter porque o time gaúcho soube marcar bem o Santos. "Eles neutralizaram algumas nossas principais jogadas e num contra-ataque rápido foram até a nossa área e fizeram o gol da vitória."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.