Leão descarta vinda de Marquinhos

O meia Marquinhos, do Paraná, já interessou ao Santos, mas Leão descartou hoje a possibilidade de contratá-lo. Segundo o treinador, só está faltando agora um centroavante para completar seu time e ele admitiu que está muito difícil encontrar um jogador para a posição. Sua esperança é que algum clube libere um atleta para o time da Vila Belmiro. Marquinhos foi oferecido ao Santos na quarta-feira pelo empresário Juan Figer. Ele estava na lista de jogadores que interessavam ao clube no mês passado, mas as negociações não evoluíram e os santistas acabaram contratando outros jogadores. A presença de Figer na Vila Belmiro logo fez surgir o boato de que estaria oferecendo o atacante Fernando Baiano ao Santos. Leão desmentiu essa notícia, revelando que o jogador está bem no alemão Wolfsburg, marca muitos gols e é muito caro. O treinador mostrava desânimo com a dificuldade de contratar um centroavante. Cerca de dez jogadores foram tentados, mas o clube só conseguiu fechar com Robgol, que vai garantindo assim a condição de titular. Narciso - O zagueiro Narciso é um dos poucos jogadores que ainda não conseguiram renovar seu contrato e estava chateado com a situação. "Vamos viajar no domingo e gostaria de que até lá tudo estivesse acertado". Hoje, ele teve uma breve conversa com o presidente Marcelo Teixeira, que se reuniu com todo o elenco no período da manhã no CT Rei Pelé, mas ainda não sabe como ficará sua situação. "Quando fiquei doente, meu salário baixou muito e havia a promessa de que, ao voltar, receberia integralmente os valores", disse. Narciso não fala em valores, mas recebe atualmente R$ 5 mil mensais, contra R$ 45 de quando se afastou. Ele revelou que recebeu proposta de continuar pelo salário atual. "Eles passaram que queriam manter o salário e disse que não aceitava, pois estou num momento de evolução". Ele não descarta a possibilidade de parar de jogar se não conseguir acertar o novo contrato com o Santos. "Não me passa pela cabeça jogar em outro clube", afirmou. Na contraposta apresentada, Narciso pediu um valor intermediário, "bem abaixo daquilo que eu ganhava". E ele sabe que irá corresponder dentro de campo. Aproveitou as férias para continuar os treinamentos e passou bem pela avaliação física. "No ano passado, não estava no nível dos companheiros porque me recuperei no final e agora estou pegando no começo da pré-temporada". Segundo o zagueiro, está fazendo todo tipo de trabalho e não sente nada. "Meu gás está bom e até estou me surpreendendo porque com tudo o que estou fazendo, não sinto cansaço e o momento é de evolução".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.