Leão deve se apresentar 2ª na Vila

As férias forçadas do departamento de futebol do Santos acabam segunda-feira e a maior novidade na reapresentação deverá ser o novo técnico: Emerson Leão. Hoje, os dirigentes acertaram a saída definitiva de Celso Roth, que vinha sendo cogitada desde o mês passado, e intensificaram os entendimentos com Leão. Os dois lados ainda desmentem a notícia, mas o polêmico técnico deverá dirigir o time a partir de segunda-feira. Nelsinho Baptista, que era o primeiro nome da lista, não conseguiu acertar com os santistas: teria pedido salário de R$ 100 mil mensais, contra os R$ 80 mil fixados como teto pelo clube e queria receber antecipadamente o pagamento relativo a seis meses. Nas negociações, Emerson Leão impôs a condição de ter carta branca para dirigir o time, como já havia feito quando dirigiu a equipe na gestão anterior. Naquela oportunidade, ele indicou jogadores como Argel, Claudiomiro e outros que acabaram proporcionando bons negócios ao clube. Isso pesou na decisão, mas há outros fatores: o treinador é amigo do presidente da Federação Paulista de Futebol, Eduardo José Farah, que já havia feito sua indicação na época da contratação de Celso Roth. Agradando Farah, os santistas podem conseguir alguns benefícios que tirem o clube do sufoco financeiro e permitam a contratação de alguma estrela para disputar o Campeonato Brasileiro pelo time. Romário e Cesar Sampaio são nomes comentados e poderiam ser contratados pela FPF para jogar na Vila Belmiro, mas a diretoria não está levando a sério essas informações. Outra característica de Leão é o bom relacionamento que mantém com os dirigentes e isso pesou na escolha do nome. Hoje, tanto o clube quanto o treinador negavam a contratação. No final de semana, porém, serão acertados os últimos detalhes e ele deverá se apresentar na segunda-feira. De oficial, só mesmo a saída de Celso Roth, comunicada hoje à tarde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.