Leão deve vetar Nilmar e Jean no Corinthians para o clássico

O torcedor corintiano que esperava ver a volta do atacante Nilmar e a estréia do recém-contratado Jean recebeu uma notícia frustrante de Emerson Leão na tarde desta sexta-feira. O treinador declarou que os dois atletas, além do lateral Eduardo Ratinho, dificilmente ficarão no banco de reservas no clássico com o São Paulo, no domingo, no Estádio do Morumbi."Está muito complicado utilizar estes três atletas. Eles estão prosperando e não é preciso acelerar o passo. O Nilmar vem de uma operação gravíssima [no joelho direito] e ainda não fez coletivo [a última partida do atleta foi em julho, pelo Brasileirão]. O Ratinho também passou por uma cirurgia, apesar de ter sido menos complicada, e o Jean estava parado e agora está recuperando-se porque não está preparado para trabalhar um pouco mais", disse Leão, cutucando o ex-time do atacante, o Vasco.O treinador revelou que deverá manter a mesma equipe que acabou o jogo na última quinta-feira - goleada de 5 a 0 sobre o Rio Claro -, com Roger mais avançado e William na armação. Apesar de estar sentindo dores musculares, o jovem William deve mesmo ficar com a vaga do boliviano Arce. "A tendência é manter o esquema e utilizar o 3-5-2, não dá para fugir da realidade", comentou o comandante, que diz não estar preocupado com o tabu de quase quatro anos sem superar os são-paulinos - são 11 jogos sem vencer."Os jogadores estão tranqüilos, mas a pressão já vem desde o início da semana. A torcida nem quis saber do jogo do meio da semana. Me pediram apenas para pensar no clássico de domingo", discursou. "O São Paulo leva 20% de favoritismo apenas pelo mando de campo, os time são muitos iguais", acrescentou.Tamandaré à disposiçãoLogo na apresentação oficial, o lateral-direito Marcos Tamandaré já se pôs à disposição de Leão para o clássico no fim de semana. O atleta de 25 anos, que foi contratado por empréstimo até o final do ano pela quantia de R$ 140 mil, declarou que estava treinando normalmente antes de deixar o Sport e fechar com a equipe do Parque São Jorge."Estou pronto para jogar. Se o professor Leão precisar, eu jogo", disse. "Tenho sorte em clássicos. Estreei no Sport contra o Santa Cruz e fui muito bem. No segundo, contra o Náutico, já fiz um gol", comentou o ala.Tamandaré disse não estar preocupado em sofrer a mesma pressão que o novo colega Wellington, que foi apresentado numa sexta e já foi a campo no dia seguinte (derrota para o Ituano por 2 a 1, no Pacaembu). "Risco existe, mas estou preparado para jogar. Tenho personalidade. Se vou dar certo, só o tempo vai dizer, mas vou procurar dar o máximo."Apesar da empolgação do novo reforço, Leão já adiantou que o atleta deve mesmo ficar na reserva. "Pode ser uma boa opção para contar no segundo tempo, mas como titular é impossível", falou Leão, que comandará um coletivo no sábado antes do jogo com o São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.