Leão diz que ainda sonha com a chegada de reforços no Santos

Técnico foi descansar longe da cidade após a difícil vitória sobre o Cúcuta que garantiu a vaga na Libertadores

Redação

17 de abril de 2008 | 11h35

Satisfeito e aliviado, mas não menos tenso. É assim que o técnico Emerson Leão está no dia seguinte após a difícil vitória sobre o Cúcuta Deportivo por 2 a 1 na quarta à noite, pela Copa Libertadores. Ele está no Rio, descansando, mas fala do futuro: sonha com a chegada de reforços.Veja também: Trípodi: 'Jogamos como se deve fazer na Libertadores' Molina joga segundo tempo com o nariz machucado Heróico, Santos derrota Cúcuta de virada e se classifica"Eu continuo esperando que meu presidente me dê algum reforço, mas temos que trabalhar com o que temos. Entendo que está difícil, é caro", resume o técnico, em entrevista ao SporTV. Sua principal preocupação é a falta de experiência do atual time alvinegro, considerado jovem, e embora tenha vários sul-americanos, eles ainda não teriam o 'espírito' de Libertadores."Com o Santos não acontece isso [experiência na disputa de uma Libertadores]. Os jogadores que trouxeram ainda não sabem qual o espírito vencedor, porque tem 20 anos. Só o Molina, que tem 27 e já passou por vários países, entende melhor isso. Eu diria até que aqui é Xangri-Lá [cidade fictícia do livro Horizonte Perdido, onde todos vivem em paz e harmonia], porque estamos abertos a todos."PREPARE O CORAÇÃOO técnico santista imagina que o sofrimento do torcedor do Santos só vai aumentar a partir de agora, nos jogos da fase final do torneio continental. "Daí [sofrimento contra o Cúcuta] para pior. Esse jogo foi de emoção, de coração. Se me perguntarem se foi um jogo bom tecnicamente, não. Mas se me perguntarem se foi maravilhoso, emocionalmente, foi". Quanto ao possível adversário nas oitavas-de-final da Libertadores e ao time que joga, o técnico foi direto. "Só vou pensar nisso a partir de segunda-feira. Agora vou descansar."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.