Juan Guerra/ Divulgação - 11/5/2011
Juan Guerra/ Divulgação - 11/5/2011

Leão é o novo técnico do São Paulo

Treinador campeão paulista em 2005 volta ao comando do clube tricolor após seis anos

AE, Agência Estado

24 de outubro de 2011 | 12h56

SÃO PAULO - A diretoria do São Paulo anunciou nesta segunda-feira a contratação do técnico Emerson Leão. O treinador assume o comando da equipe ainda nesta tarde e viajará com o grupo para o Paraguai, onde a equipe enfrentará o Libertad, na quarta-feira, em duelo válido pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana. O treinador assinou contrato com o clube até o final de 2011.

"O Leão se encaixa perfeitamente no que desejamos. É um técnico vitorioso, de comando e com forte identificação com o torcedor. Além disso, claro, temos como referência seu excelente trabalho deixado no clube", afirmou Adalberto Batista, diretor de futebol do clube.

Esta será a segunda passagem de Leão pelo São Paulo, já que o treinador dirigiu a equipe entre 2004 e 2005. Com ele, o time terminou o Campeonato Brasileiro 2004 em terceiro lugar e foi campeã paulista em 2005. Quando deixou o clube, o time fazia boa campanha na Libertadores. Posteriormente, a equipe foi campeã continental sob o comando de Paulo Autuori.

Nesse período, Leão dirigiu o São Paulo em 45 partidas, com 27 vitórias, 12 empates e seis derrotas. "Minha volta ao São Paulo é um reencontro com o passado. É estar no lugar certo na hora certa. Estou muito feliz por voltar ao São Paulo. Conheço o clube e o clube me conhece", disse Leão.

Com passagens de sucesso na sua carreira no Sport, no Atlético Mineiro e no Santos, Leão estava sem trabalhar desde o final de agosto de 2010, quando foi demitido do comando do Goiás. Agora, retorna ao São Paulo com o objetivo de recuperar a equipe, que atravessa péssimo momento no Campeonato Brasileiro.

O São Paulo está há sete rodadas sem vitórias no torneio e ocupa o sexto lugar, fora do grupo que garante vaga na Libertadores de 2012, com 49 pontos, oito atrás do líder Vasco. Em 2011, a equipe já foi dirigida por Paulo César Carpegiani, Adilson Batista e Milton Cruz, de forma interina.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.