Leão evita caça às bruxas após derrota contra Ituano

Depois de 12 jogos invictos, o Corinthians perdeu justamente quando ninguém esperava: jogando em um Pacaembu lotado, contra o "pequeno" Ituano. Mesmo assim, o técnico Émerson Leão preferiu substituir o seu costumeiro tom crítico por um mais paternalista. ?Não é hora de caça às bruxas?, disse, sábado, no vestiário do Pacaembu. ?É claro que ninguém esperava que essa derrota viesse tão cedo. Mas já que veio logo na quarta rodada, não podemos baixar a cabeça. Time que não está preparado para perder, também não está preparado para vencer?, filosofou o treinador.Leão também fez questão de preservar o meia Roger, que esteve apagado na noite de sábado. ?Longe de mim analisar um atleta individualmente para analisar uma derrota. O Roger é um craque, mas a criatividade precisa ser renovada todos os dias e isso não é fácil?, disse o treinador, que também poupou o estreante Wellington, ?Em um dia de derrota, a gente não gosta de nada. Mas ele não comprometeu?, resumiu.Agora, o Corinthians tenta se recuperar na próxima quarta-feira, contra o São Caetano, às 21h45, no Pacaembu. Para essa partida o técnico corintiano ainda não terá o atacante Nilmar à disposição. O jogador, que finalmente acertou sua permanência no clube até junho, ainda não está com o melhor condicionamento. Segundo o médico do clube, Paulo Faria, o jogador ainda está refazendo a parte física e deve ser novamente avaliado nesta segunda ou terça-feira. Outro atacante do time, Amoroso, também não deve voltar aos campos tão cedo. De acordo com Faria, só em quinze dias ele estará apto a treinar com bola.

Agencia Estado,

28 de janeiro de 2007 | 20h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.