Leão fará nova convocação na Europa

Um dia depois do vexame em Quito, quando a seleção brasileira foi derrotada por 1 a 0 pelo Equador em partida válida pelas eliminatórias da Copa do Mundo, o técnico Emerson Leão viajou hoje direto para a Europa. Nas próximas duas semanas, o treinador deverá visitar clubes, conversar com dirigentes e treinadores, e acompanhar alguns jogos. Ao lado do coordenador-técnico Antonio Lopes, Leão quer verificar as reais condições dos atletas brasileiros em atividade nos clubes europeus. Com base nessas observações, Leão vai divulgar a relação dos jogadores convocados para a próxima partida nas eliminatórias - dia 25 de abril, em São Paulo, contra o Peru. Esta será a primeira vez que o treinador divulgará uma lista de convocados, fora do país.O primeiro compromisso de Leão e Lopes será na Espanha. No sábado, os dois deverão estar na cidade de La Coruña, para acompanhar a partida entre o Deportivo e o Villareal, pelo Campeonato Espanhol. Ele quer ver como andam Djalminha (eventual substituto de Rivaldo, muito criticado na partida contra o Equador) e Emerson Moisés - que atua tanto na defesa quanto no meio-de-campo. Logo depois, os dois seguirão para Barcelona e Madri, onde também há brasileiros, entre eles, Rivaldo e Roberto Carlos. A próxima escala da viagem será a Itália, onde deverão conversar com dirigentes e treinadores das equipes do Napoli, Roma, Milan e Internazionale de Milão. No dia oito de abril, eles acompanharão a partida entre Napoli e Milan, pelo Campeonato Italiano.Depois, Leão e Lopes vão para a França, onde visitarão três clubes: Lyon, Olympique de Marsella e París Saint Germain. No dia 14 de abril, pouco antes da partida entre Lyon e PSG, Leão deverá anunciar a lista de convocados para a partida contra o Peru. O treinador admite que precisará ser muito cuidadoso na próxima convocação, já que o time precisa reagir. Depois da derrota para o Equador, a seleção caiu de segundo para terceiro lugar na classificação da Zona Sul-Americana das eliminatórias da Copa, atrás de Argentina (líder) e Paraguai. Só os quatro primeiros se classificam.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.