Leão fracassa e é demitido no Japão

Depois de apenas cinco partidas, o técnico Emerson Leão foi demitido nesta quarta-feira da equipe japonesa do Vissel Kobe, para onde se transferiu no dia 19 de abril. Na época, ele alegou que estava deixando o São Paulo - que havia levado ao título Paulista - para pagar uma dívida de gratidão. Leão será substituído pelo checo Pavel Rehak, que já fazia parte da comissão técnica.O checo recebe uma equipe ameaçada. Depois de 12 rodadas, soma apenas 9 pontos e é o lanterna num campeonato com 18 equipes. Sob o comando de Leão, o time venceu um jogo, empatou outro e perdeu três.Em maio, Leão rejeitou uma proposta milionária para substituir Daniel Passarella no Corinthians, justamente para continuar no clube japonês.Esta foi a terceira experiência de Leão no Japão. Na década de 90, o técnico, de 55 anos, já havia dirigido o Shimizu S-Pulse e Verdy Kawasaki. Desta vez, disse que deixou o Brasil para atender a um pedido do diretor do Vissel, Yasutoshi Miúra, o mesmo que o tinha levado nas vezes anteriores.?Acontece que a diretoria resolveu demitir o diretor (Miúra) e todo o pessoal que tinha sido levado por ele também saiu?, explicou Leão em entrevista à Rádio Jovem Pan. Ele garante não estar aborrecido com a demissão. ?Eu fico mais chateado por ele. Eu decidi trabalhar no Japão apenas por ele, mas o que se há de fazer. É preciso tocar a vida?, acrescentou.Leão deverá permanecer no Japão até meados da semana que vem para tratar de questões burocráticas. Depois disso, volta para o Brasil.Veja a campanha de Leão no Kobe:28/4 - Vissel Kobe 0 x 2 Kashima Antlers 1/5 - Gamba Osaka 3 x 1 Vissel Kobe 4/5 - Vissel Kobe 0 x 1 Urawa Red Diamonds 8/5 - Vissel Kobe 0 x 0 Jubilo Iwata 14/5 - Nagoya Grampus 0 x 2 Vissel Kobe

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.