Leão: goleada do Santos teve começo difícil e final feliz

Treinador diz que conversa no intervalo e atuação de jogadores foram essenciais para a vitória sobre o Ituano

Tercio David, estadao.com.br

24 de fevereiro de 2008 | 20h56

Aliviado, o técnico Emerson Leão, naturalmente, aprovou o desempenho do Santos após a goleada por 4 a 1 sobre o Ituano, neste domingo. No entanto, o treinador fez questão de lembra do sufoco pelo qual o time passou no primeiro tempo, logo após a expulsão de Evaldo - que inclusive falhou no lance do gol da equipe de Itu.   Veja também:  Com show de Molina Santos goleia o Ituano na Vila Belmiro   "É muito bom ver o Santos subindo na tabela, mesmo com sofrimento. Hoje [domingo] não foi diferente e conseguimos superar a situação adversa de estar com um jogador a menos desde os 20 do primeiro tempo", analisou o treinador, durante a entrevista coletiva.   "Felizmente conseguimos chegar no intervalo com 1 a 1 no placar e pudemos conversar para acertar as coisas. Na segunda etapa, conseguimos superar a adversidade numérica e parecia até mesmo é que nós estávamos com um jogador a mais", lembrou Leão.   PEÇASPara o treinador, a atuação individual de alguns jogadores também foi digna de nota. "Hoje [domingo] foi um dia bom para vários jogadores. O Molina este e muito bem, o Kleber [Santana] voltou a marcar, o Betão também jogou bem e fez gol. Deu tudo certo", disse Leão, sobre jogadores que tiveram seus nomes gritados pela torcida.  TORCIDAA torcida, aliás, foi protagonista de uma cena inusitada no final do jogo. Enquanto membros da "Torcida Jovem" vaiavam Leão, o restante do estádio - o público pagante foi de 3.293 - aplaudia e gritava o nome do treinador.   "O torcedor tem todo o direito de vaiar quando o resultado é negativo. Mas quando o time goleia, deixa claro que existe uma má vontade de boa parte do torcedor", disse Leão, que fez questão de desdenhar os gritos de alguns torcedores na porta do vestiário. "Só estou 'vendo' o pessoal fazer barulho. Quando o time ganha por 4 a 1, tem de fazer barulho mesmo."

Tudo o que sabemos sobre:
Santos FCEmerson Leão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.