Leão lança mais um jovem no Santos

Acreditar na juventude. É exatamente isso que Emerson Leão faz no comando técnico do Santos, clube que enfrentou anos sem títulos e só pôs fim ao jejum quando colocou em campo jovens promessas. Meses antes de investir em desconhecidos talentos, o presidente Marcelo Teixeira desandou a contratar nomes consagrados no futebol. Viola, Edmundo, Marcelinho Carioca e Rincón, entre outros, chegaram para resolver o problema. O dirigente arranjou uma enorme dor de cabeça. E por continuar acreditando em atletas com vontade de vencer, Leão escala domingo, contra o Vitória, em Salvador, Daniel, 21 anos, outro que alcança o time titular com disposição e, naturalmente, talento - será a terceira participação de Daniel no time profissional. Volante com facilidade para "sair jogando", como ele mesmo define, Daniel substitui outro jovem, Alexandre (22 anos), suspenso com cartões amarelos. Nos últimos meses, as coisas são feitas dessa forma na Vila Belmiro. O jogador mais velho é Léo, que dia desses completou 27 anos. Os demais, não passam dos 25. Renato, por exempo, fez 24 anos em maio. Em campo, parece um veterano. E é essa experiência que Daniel poderá aproveitar na partida contra o Vitória. "Espero a ajuda dos companheiros para superar qualquer problema", disse o atleta de maneira bem articulada. Daniel está no Santos desde o final do ano passado. Veio do Comercial de Ribeirão Preto (onde participou do time profissional em duas temporadas) para disputar a Copa São Paulo de Futebol Júnior. Na época, atuou no meio-de-campo ao lado de Jerri (que tem a mesma idade), com quem treina diariamente e joga hoje. "Por isso, estou bem entrosado com ele". O técnico Emerson Leão pediu para ele efetuar uma marcação forte no meio-campo e, se possível, distribuir lançamentos. "Isso não será problema, eu gosto de jogar assim". Daniel vem trabalhando para se firmar. "Eu quero ter uma sequência de jogos". O volante tem contrato até o final deste ano e deseja permanecer no clube. "Se eu ficar em Santos ano que vem, volto para a faculdade". Daniel trancou a matrícula na Faculdade de Administração, ano passado, em Ribeirão Preto, e pretende continuar os estudos. O ideal, para ele, é manter a regularidade em campo. "Vê o Renato, ele sempre joga igual, sempre joga bem", reconhece. "Não é daquele tipo de arrebenta em um jogo e fica duas ou três partidas sem aparecer". Parabéns - O treinador Emerson Leão fez aniversário hoje. Completou 54 anos e se disse satisfeito por tentar dar o melhor na vida pessoal e profissional. "O mais importante é que a carreira me deu tudo". E pelo jeito, não pára de dar. Renato, um dos jogadores mais importantes do time, assinou um novo contrato, hoje, e está à disposição do treinador. Renato se casa no religioso hoje (11) à noite e nem assim ficará de fora da equipe que enfrenta o Vitória. Passará a lua-de-mel com seus companheiros. Após o coletivo na manhã chuvosa da sexta-feira, Renato saiu às pressas para a Vila Belmiro. Foi assinar o contrato. Enquanto isso, Fabiano e Fábio Costa mantiveram o silêncio. Eles treinaram e foram embora do CT Rei Pelé sem dar entrevistas. Evitam, de todas as formas, falar sobre os incidentes verificados no clássico contra o Corinthians, quarta-feira passada. Os jogadores voltam ao CT para mais um treinamento na manhã deste sábado. A Viagem para Salvador será feita na parte da tarde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.