Leão não aparece para reunião na CBF

Mais uma vez não houve reunião da comissão técnica na sede da CBF, como o próprio coordenador-técnico Antonio Lopes anunciara na sexta-feira. Ele estaria com Leão na entidade para tratar, entre outras coisas, de assuntos relacionados à viagem do Brasil para o Japão, e de detalhes da convocação dos atletas para a Copa da Confederações. Leão, porém, não veio para o Rio, mantendo a tradição de visitar poucas vezes a CBF.Lopes tentou minimizar a ausência do treinador, ao reiterar que ainda haverá muito tempo para que ambos falem da próxima competição do Brasil. Isso, porém, não é tão simples. Se o Vasco confirmar o favoritismo e vencer o returno do Campeonato Carioca, a CBF vai ter problemas para conseguir a liberação de jogadores do clube e do Flamengo, que disputariam o título em duas partidas, dias 20 e 27.A direção da CBF também não se manifesta sobre a possibilidade de uma nova "crise" no futebol brasileiro. Dirigentes do Flamengo e Vasco já deixaram claro que suas equipes não decidirão o título Carioca desfalcadas. Por lei, se um clube cede mais de três jogadores à seleção, pode ter suas partidas adiadas até o retorno dos atletas. Mas se forem convocados no máximo três de cada equipe, a final do Carioca terá de ser disputada normalmente.A viagem do Brasil para o Japão deve ocorrer dia 20 de maio. Do Vasco, são nomes certos na lista de Leão os atacantes Romário e Euller e o meia Juninho Paulista. Do Flamengo, o zagueiro Juan e o artilheiro do Carioca, Edílson, estão bem cotados.A convocação deve ser feita até o dia 11, para que o Brasil possa contar com o time titular no amistoso com o Verdy Tokio, dia 26, em Tóquio. Lopes lembrou que o caminho da seleção estará facilitado para a Copa América, em julho, na Colômbia. Isso porque os jogadores que atuam no exterior vão estar de férias. "As dificuldades vão ser menores, mas tudo vai depender do contato que vamos manter com eles", disse Lopes.Antes, porém, o Brasil terá um jogo muito importante pelas eliminatórias do Mundial de 2002: vai ser em 1 de julho, contra o Uruguai, em Montevidéu. Uma derrota deixaria a equipe em situação dramática na tabela de classificação, seriamente ameaçada de ficar fora da próxima Copa do Mundo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.