Leão: 'Não é hora de colocar mais lenha na fogueira'

Técnico quer evitar que derrota para o Juventus se transforme em crise e prejudique o Santos no Paulistão

25 de janeiro de 2008 | 09h52

O técnico Emerson Leão quer evitar que a derrota para o Juventus cause uma crise e desestabilize os jogadores do Santos no Campeonato Paulista. O clube da Vila Belmiro soma apenas um ponto em três partidas.  Veja também: Santos sofre com mudança de filosofia no Campeonato Paulista Santos dá vexame e perde por 3 a 1 para o Juventus Fábio Costa dispara: faltaram homens em campo! Classificação Últimos resultados / Próximos jogos "Não é hora de colocar mais lenha na fogueira", conta Leão. "Todas as vezes que você perde um jogo desses você escuta coisas certas e erradas, e cabe a nós ouvir as certas e filtrar as erradas." Leão admite que os jogadores ficaram envergonhados com a apresentação. No entanto, o técnico acredita que o grupo dará a volta por cima nos próximos jogos. "Lógico que o torcedor quer a vitória, mas ela vem com os jovens ou com os experientes." O Santos, que até aqui marcou apenas um gol, terá a chance de ser reabilitar diante do Bragantino, neste domingo, na Vila Belmiro. O grupo, no entanto, terá de suportar a pressão dos torcedores. "Temos de cobrar, mas temos de saber também que neste momento isso não é bom para o Santos", afirma Leão, que espera que os torcedores "entendam" que o time precisa de tempo para evoluir. Nesta sexta-feira, o CT do Santos amanheceu pichado. Torcedores protestaram contra Leão e o zagueiro Betão.

Tudo o que sabemos sobre:
Santos FCEmerson LeãoPaulistão A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.