Leão não fica no banco contra a Sub-23

Além de Alex, Paulo Almeida e Robinho, que vão jogar pelo adversário, Diego, Renato e Elano (estão na Seleção principal), o Santos terá mais um desfalque para o amistoso de terça-feira, às 21h, contra a Seleção sub-23, na Vila Belmiro: o técnico Leão. Ele vai orientar os jogadores no treino de amanhã à tarde, fazer a preleção nos vestiários, antes do jogo, e depois passará ao seu auxiliar Pedro Santilli a responsabilidade de comandar o time do banco de reservas. "Eu não iria me sentir bem dirigindo um time contra o meu País e enfrentando jogadores com os quais convivo diariamente", justificou Leão, que vai assistir ao jogo na tribuna de honra. A principal novidade do time será Narciso, recuperado da leucemia e que depois de quatro anos inicia uma partida. Será a oportunidade para ele demonstrar que está pronto para jogar ao lado de André Luís diante do Fluminense, pelo Campeonato Brasileiro, quando o técnico não poderá contar com Alex, que está na Seleção principal, e Pereira, que cumprirá suspensão. "O principal jogo, que foi o da vida, eu venci. Agora é a última etapa da minha volta ao futebol. A ansiedade é grande e quero voltar com uma vitória. Robinho pode pedalar e brincar à vontade, mas não vai conseguir mandar a bola para as redes", garante Narciso. Como Fábio Costa ainda não se recuperou da contusão na coxa, Júlio Sergio vai continuar sendo o goleiro titular, terça. Nas demais posições, Leão deve confirmar Reginaldo Araújo, Pereira, Narciso e Léo; Daniel, Alexandre, Jerri e Wellington (Fabiano); Douglas e Fabiano (William). Após o treino de amanhã às 16h, todos os jogadores vão participar da inauguração do Memorial de Conquistas Mílton Teixeira, na Vila Belmiro. Pelé, que tem inúmeras peças e espaço especial no acervo, prometeu comparecer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.