Leão proíbe tropeço do Santos contra o Ipatinga

Apesar da preocupação com a Libertadores, treinador escala jogadores titulares para o jogo em Minas

Sanches Filho, Especial para O Estado de S. Paulo

18 de maio de 2008 | 11h51

Todos os titulares do Santos estarão em campo contra o Ipatinga neste domingo, às 18h10, na Vila Belmiro, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Em razão das derrotas seguidas - 1 a 3 diante do Flamengo, domingo, no Maracanã, e 0 a 2, contra o América, quinta-feira, no México -, Leão nem pensou em uma escalação alternativa. "Não podemos correr o risco de perder a segunda no Brasileiro." Veja também:  Classificação Resultados / CalendárioUma vitória neste domingo vai servir para recuperar a confiança da equipe e preparar o ambiente para a decisão na vaga na semifinal da Libertadores, com o América, quinta-feira. Mas não é só isso. Dos reservas escalados contra o Flamengo, na primeira rodada, nenhum mostrou futebol para justificar nova chance. E no caso de outra derrota, o time teria dificuldade para sair das últimas colocações em razão de ter quatro jogos difíceis, na seqüência: Cruzeiro, São Paulo, Vitória e Fluminense.  "Cansado todo mundo está. Afinal, fizemos três viagens cansativas à Colômbia, de lá ao México e o retorno ao Brasil", disse Kléber Pereira. O artilheiro está entre os jogadores sem substitutos de igual qualidade no grupo. Se ele se contundir, o Santos perde pelo menos 50% de seu poder ofensivo para decidir com o América quem passa às semifinais da Libertadores. O mesmo ocorre com titulares como o lateral Kléber, o meia Molina e o atacante Wesley. OPORTUNIDADEPara Leão, no entanto, dois jogos por semana só preocupam se houver viagens longas no meio. E não é o caso. Ao contrário: ele acredita que o jogo contra o Ipatinga seja uma oportunidade para corrigir erros de posicionamento na defesa e no meio-de-campo.  Todos os jogadores que estiveram no México estão à disposição para o jogo deste domingo. Antes de saber se Leão iria escalar os titulares ou um time misto, Lima torcia para ser um dos escolhidos pelo técnico. Com dois gols em quatro jogos, o novo atacante santista sente que não repetiu as boas atuações iniciais na derrota contra o Flamengo, no Maracanã, e nem diante do América, no Estádio Azteca.  SANTOS Fábio Costa; Betão, Fabão, Marcelo e Kléber; Marcinho Guerreiro, Rodrigo Souto e Molina; Wesley, Lima e Kléber Pereira.Técnico: Emerson Leão. IPATINGAFred; Mariano, Renato, Gian e Edmar; Augusto Recife, Marcelo Costa, Jackson e William; Neto Baiano e Ricardinho. Técnico: GibaÁrbitro: Evandro Rogério Roman (PR).Estádio: Vila Belmiro, em SantosHorário: 18h10TV: SporTV  "O jogo de volta com o América é decisivo, mas não podemos esquecer a importância do Campeonato Brasileiro", disse. "Para mim, quanto mais jogar melhor. Não fiz gols contra o Flamengo e o América, mas estou me sentindo mais solto."  Enquanto Lima vai se firmando como titular, o colombiano Molina teve contra o América uma de suas piores atuações, o que pode levar Leão a deixá-lo no banco hoje para testar nova fórmula para o meio-de-campo. Rodrigo Tabata, que substituiu o colombiano no segundo, deu maior movimentação à equipe do meio-de-campo para frente, e tem esperança de receber uma nova oportunidade. "Jogamos abaixo do nível, embora o resultado tenha sido injusto em razão do nosso gol legítimo que foi anulado."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.