Leão quer dar show mas não avisa time

Alguém não está se entendendo na seleção brasileira. Nas últimas entrevistas, o técnico Emerson Leão disse que não bastaria o time vencer os jogos, mas precisava dar espetáculo. "É o que exige o futebol atual", justificou o treinador. Ele parece ter se esquecido, porém, de avisar os jogadores, que não andam falando a mesma língua. "A última vez que eu vi o Brasil dar espetáculo foi em 1982 e 86. Hoje, o futebol não vive mais de espetáculo", comentou o lateral-direito Cafu.Segundo o jogador da Roma, o mais importante é que a equipe conquiste bons resultados no início do ano para ganhar confiança e se classificar para a Copa do Mundo com tranqüilidade. O meia Rivaldo também não sabia do desejo de seu treinador de exibir o chamado ?futebol-arte?. Quando indagado pelos repórteres, respondeu: "É claro que é a opinião dele (treinador), mas isso de show é meio complicado, principalmente em amistosos ou em jogos das Eliminatórias."Cara nova - Leão está mudando meio time para a partida desta quarta-feira à noite, contra o México, em Guadalajara. Além da entrada de Roberto Carlos e Rivaldo, o treinador vai testar o zagueiro Edmílson e o volante Ricardinho. Roque Júnior, Silvinho, Juninho Paulista e Christian ficarão no banco. Romário, que acredita ter condições de ultrapassar Pelé na artilharia da história da seleção brasileira, será o capitão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.