Leão quer fim do futebol de resultados

O técnico da seleção brasileira, Emerson Leão, causou algum espanto na entrevista coletiva dada após treino da seleção brasileira. Fez uma crítica velada aos últimos treinadores que passaram pela seleção, dizendo que jogavam apenas pelo resultado, e prometeu tentar mudar a filosofia do futebol. "Hoje, a realidade é diferente e exige não só resultado, mas espetáculo." Quando indagado por um jornalista de uma TV local sobre o último confronto entre Brasil e Estados Unidos, em 1998, em que os americanos venceram por 1 a 0, Leão respondeu: "Das outras vezes o Brasil jogou apenas pelo resultado; e acabou perdendo uma." Na ocasião, o técnico era Mário Jorge Lobo Zagallo. O treinador ressaltou, também, que, em 94, o Brasil ganhou a Copa sem dar espetáculo. "O Parreira jogou simplesmente pelo resultado, mas temos de agradecer pelo título que nos deu." Pelo menos na escalação do time, Leão dá mostras de que quer, realmente, implantar um futebol ofensivo. Para a partida deste sábado, contra os Estados Unidos, no Rose Bowl, ele preferiu escalar dois meias que armam e atacam o tempo todo e pouco marcam, Juninho Paulista e Ronaldinho Gaúcho. Os volantes, Emerson e Vampeta, também gostar de avançar para a área adversária. No ataque, Christian, que não vive boa fase no Paris Saint-Germain, fará dupla com Romário. "É uma formação ofensiva, de origem brasileira", comentou o treinador. No domingo, os brasileiros viajam para Guadalajara, onde enfrentarão o México na quarta-feira. O treinador preferia que a partida ocorresse na Cidade do México por causa da altitude, parecida com a de Quito, no Equador, onde o time jogará contra a seleção local pelas eliminatórias no fim do mês. Robert, meia do Santos, chegou na manhã de hoje e completou a lista dos jogadores que haviam sido convocados. Cafu, Emerson e Roque Júnior chegaram na noite de quinta-feira. Roberto Carlos e Rivaldo se juntarão ao grupo no México.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.