Leão quer São Paulo "sem afobação"

"Não adianta pensar no título.Temos de nos concentrar em vencer. Só com a somatória devitórias conseguiremos chegar ao título." É com esse espíritoque o técnico Leão quer que o São Paulo entre em campo nestesábado, contra o União Barbarense, às 18h, em Santa BárbaraD´Oeste. Ele não quer nada de afobação. A ordem é ter cautelapara seguir na liderança do Campeonato Paulista. "Sempre o mais difícil é aquilo que ainda não passamos.Na seqüência, temos dois clássicos pela frente - contra SãoCaetano e Palmeiras. Então, temos de pensar apenas napossibilidade de continuar vencendo, já que não dependemos deninguém. A preocupação é apenas com a vitória e não com asdificuldades que enfrentaremos", avisou o treinador. Mais uma vez o São Paulo entrará em campo no esquema detrês zagueiros, apesar de Leão ser um defensor confesso do4-4-2. "Essa é uma coceira que vou carregar por toda a carreirae preciso encontrar um remédio para ela. Enquanto isso nãoacontecer, o time continuará com Fabão, Lugano e Rodrigo",explicou. O técnico evitou falar sobre o União Barbarense. Nãoquis dizer o que sabe sobre o adversário. No entanto, as jogadaspelas laterais foram as mais ensaiadas durante o treino táticodesta sexta-feira de manhã. Com Cicinho ou com Júnior, a ordem épartir para cima. "Criei cinco alternativas para a jogada darcerto", contou Leão. Vélber, pelo terceiro jogo consecutivo, será oresponsável por armar as jogadas de ataque. No entanto, estatalvez seja a última chance que ele terá para convencer EmersonLeão de que tem condições de seguir como titular. "Qualidade ele (Vélber) tem, mas precisa demonstrar.Espero que ele seja o homem para o meio-de-campo que tanto fala.O Danilo melhorou nos coletivos desta semana e isso já me fazpensar em colocá-lo novamente como titular a partir da semanaque vem", revelou Leão. O jogo contra o União Barbarense também é umaoportunidade para Grafite acabar com a falta de gols. Em quatropartidas, ele marcou apenas uma vez, justamente na estréia.Domingo passado, foi até vaiado pela torcida. "Seria idealacabar com essa má fase. Mas não estou ansioso, não. Estou com acabeça tranqüila e não tenho de me abater com as críticas. Achoque está faltando apenas um pouquinho de capricho." Enquanto o técnico Emerson Leão fala em conquistar mais12 pontos seguidos, Grafite não vê problema nenhum se o SãoPaulo tiver um tropeço nas próximas rodadas. "Não vi a tabelados outros times, mas temos de fazer o possível para mantermos aliderança. Se não somarmos 12, acho que 10 estará de bomtamanho. Todos vão querer tirar pontos do São Paulo."

Agencia Estado,

05 de fevereiro de 2005 | 16h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.