Leão reconhece a superioridade do Boca

O técnico Emerson Leão e os jogadores do Santos não conseguiram esconder o abatimento após a derrota para o Boca Juniors por 3 a 1. Mas o técnico da equipe santista, ao mesmo tempo que reconheceu a superioridade dos adversários, fez questão de enaltecer a equipe. ?Estou orgulhoso, apesar da derrota. Se vocês pudessem ver o que eu vi no vestiário..." Segundo o treinador, ?a dor no coração dos jogadores era visível?. Paulo Almeida e Diego não esconderam as lágrimas. Sobre o time do Boca, Leão afirmou que o time argentino venceu com méritos. ?Temos de reconhecer a superioridade do adversário, não na primeira, mas na segunda partida", observou. Por este motivo, o técnico santista diz que fez questão de cumprimentar o técnico Carlos Bianchi antes do fim da partida. Sobre os erros cometidos, o treinador limitou-se a explicar que o Santos foi vítima do imponderável e de um adversário que jogou com eficiência. ?Você não pensa em fazer errado, acontece errado." O treinador espera que a convocação dos quatro jogadores para a seleção sub-23 deve servir para o grupo recuperar a auto-estima. ?Esquecemos a marcação, tomamos o gol, saímos para o jogo e acabamos tomando mais", resumiu Robinho, um dos convocados pelo técnico Ricardo Gomes para a seleção sub-23. Segundo ele, o time não esperava tomar o primeiro gol, e a situação do time ficou difícil. O jogador aproveitou o fim do jogo para agradecer o apoio da torcida. ?Lutamos, brigamos dentro de campo, mas não deu. Para o meia Renato, ?o time acabou pecando nos erros?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.